O Som e a Fúria

“Considero a medida relativa à Taxa Social Única, com a sua aparente transferência de encargos da esfera dos trabalhadores para a das entidades patronais, um erro. Um erro por se tratar de uma medida intrinsecamente injusta: no actual patamar de esforço das famílias portuguesas, só um valor muito alto, quase inquestionável, pode fundamentar sacrifícios adicionais. A aparência de que o corte pedido não serve directamente o objectivo de reparar o défice nem serve para aliviar o esforço que impendia sobre os reformados e os funcionários públicos foi, é e será fatal.”

Paulo Rangel, in Público, 18/9/2012.

PP

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: