Lidos velhos & novos (I)

1) Premiado pelo Washington Post, um bom ensaio, com nervo e ritmo. Alguma imaginação no entrecruzar das vidas das três figuras, mas bom suporte de investigação. Tem mapas simples, faltam notas de pormenor, mas o tom geral é o de um livro acessível ao amador.

2) Uma  delícia. Deixei uns pedaços  para quando o frio começar. A descrição psicogeográfica do beirão e o artigo sobre o mel são de ir às lágrimas. Aquilino é como o algodão, não engana.

 

FNV

3 thoughts on “Lidos velhos & novos (I)

  1. palavrossavrvs diz:

    Eu simplesmente adoro Aquilino. Se fosse vivo e fosse novo, hoje prepararia explosivos para rebentar esta anti-monarquia pelas mesmas razões.

  2. henedina diz:

    Aquilino…Para sempre.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: