Da porrada.

Tal como o Pedro, não julgo que Portugal seja um país de brandos costumes. Para afirmar isto não me socorro de qualquer interpretação histórica (não sou historiador) mas da observação dos indicadores da violência doméstica. No ano passado, quando acompanhei mais o tema, verifiquei a certa altura que o número de assassinatos de mulheres em Portugal seguia de perto os de Espanha, com uma diferença importante: Espanha tem cinco vezes mais gente.

Sem poder dedicar agora muito tempo ao assunto (e tenho pena) eis aquilo em que acredito: não há menos violência em Portugal. Há sim uma violência difusa, privada, cobarde, que se exerce sobre os mais pobres e os mais fracos e poupa em geral os poderosos.

Ou seja, gosto mais de Espanha.

Luis M. Jorge

16 thoughts on “Da porrada.

  1. Sim, Luís, subscrevo tudo. E esta cobardia tão “nossa” é provavelmente o que mais me enoja.

  2. António diz:

    Luis,

    Essa área da violência doméstica cruza-se com alguns trabalhos que tenho feito. Posso perguntar-lhe quais foram as fontes de dados que consultou para a informação estatística do número de assassinatos de mulheres em Portugal, no âmbito da violência doméstica?

    Obrigado, abraço

    António

  3. Luís, subscrevo tudo. E o que mais me irrita é a cobardia.

    (pensei que havia comentado antes, mas devo ter cometido algum erro no processo)

  4. António diz:

    Obrigado Luis. Deixe estar, sei mais ao menos o que tem vindo nas notícias sobre essas matérias. Infelizmente as entidades que veiculam essas notícias (APAV, UMAR, etc.) por vezes falam de uma realidade parcial (denúncias que lhes são feitas, casos que identificam) e toma-se a parte pelo todo. Quanto à cobardia de uma determinada violência em que somos favoritos, subscrevo como o Carlos. E tal como o Luis, subscrevo o apelo de reabertura do estaminé, Carlos;)

  5. carlos, foi por uma boa causa,

  6. António diz:

    Luis, para mim esta é das fontes mais fidedignas sobre esta matérias, do Ministério da Justiça (Ok, sou suspeito, trabalho nesta área). Condenados nos tribunais por crimes de homicídio conjugal: http://www.dgpj.mj.pt/sections/informacao-e-eventos/2011/estatisticas-da-justica4040/

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: