Ética da morte

Sou doente oncológico em remissão desde  2008.  Algumas pesadas  consequências ( tratadas a Petrarca), jogo futebol e  faço pesos ( à antiga,  sem as mariquices das máquinas) e tomo uma catrefada de remédios. Pago impostos  como os outros mas  sou penalizadíssimo nos seguros de vida e habitação.

Se ( quando…)  o pulha regressar e já não houver nada  a fazer, dispenso de boa vontade dois  meses de prolongamento de vida a preço de platina, porque  há mais gente doente e com melhores hipóteses de se safar. Se me contrariarem,  moro  num andar alto e tenho uma 6.35 legalizada em casa.

Ou seja, sem histeria nem política vulturina, dois princípios:

1 Toda a gente deve ter acesso ao que há, independentemente da conta bancária ou da idade. Isto não está ainda bem claro nestes  dias de chumbo.

2) Não é necessário que  Estado nos ensine a ética da morte.

FNV

16 thoughts on “Ética da morte

  1. Filipe, antes de mais, os meus votos de que, no que concerne à sua saúde, tudo corra bem. Não é mesmo necessário que o Estado nos ensine a ética da morte, até porque há aprendizagens que são demasiado pessoais para que alguém, sobretudo uma entidade abstrata, consiga contribuir para elas. É necessário, isso sim, que o Estado aprenda a tratar condignamente todos os seus cidadãos, independentemente das circunstâncias concretas de cada um.

  2. xistrando diz:

    também podes ir para as AG do Glorioso, com um pouco de sorte, entre petardos e discursos do vieira, ainda pode dar para ouvires as papoilas saltitantes

  3. Mário diz:

    e a última refeição?

  4. Filipe,

    ao seu lado soerguem-se todos os que – perdoe-me se soarei a apoucar a traição do corpo, mas é como estou em dizê-lo – comungando da mesma sensação canibal, optam por ficar, figurativamente ou no campo.

    É o que posso dizer, desejando-lhe continuidade.

    Que ao menos testemunhemos a queda, merecendo no mínimo honras de camarote, por quanta força fizemos em tentar evitá-la.

    Abraço.

  5. josé serra diz:

    grande abraço, filipe.

  6. João. diz:

    Grande post. A vida ensina muito. Quer dizer, há coisas que passadas à palavra mostram o que livro nenhum é capaz de mostrar.

  7. Um abraços, se o sempre poderoso Estado ainda deixar.

  8. VF diz:

    Estava aqui a ensaiar umas palavras mas não me sai nada de jeito. Votos de muita saúde.

  9. óbvio diz:

    Concordo com o ponto 1 e o ponto 2.
    Não permitir o ponto 1 por discriminação etária ou outra é o que está dar.
    Não sei quem é o doente oncologico que fala pq se está em remissão há quase 5 anos não é remissão, foi doente oncologico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: