Moralidade para parolos.

Dando voz à máxima profundíssima segundo a qual os nossos desempregados devem merecer os subsídios para que descontaram anos a fio, Fernando Ulrich propôs em entrevista que o Estado os coloque a expensas suas em algumas grandes empresas, como por exemplo, sei lá, o BPI. Faz sentido. Desde que, como sugere o Bruno Vieira Amaral no Facebook, uma parte dos lucros do banco dirigido por Fernando Ulrich revertam para a Segurança Social. Pode ser, não pode?

Luis M. Jorge

14 thoughts on “Moralidade para parolos.

  1. Se algum dos teus leitores conhecer o e-mail do Fernando Ulrich, é favor deixá-lo aqui. Gostaria de lhe escrever — e não brinco.
    Obrigado.

      • Eu disse que não brincava, mas no fundo brincava. Não que eu não escrevesse ao senhor — escrevia –, mas seria para o informar de que, concorde-se ou não com a forma como estão feitos, já existem apoios à contratação. O que ele quer é outra coisa: mandar umas tretas para o ar e poder chupar um pouco mais o Estado, mas isso já escrevi mais abaixo.
        O que um desempregado sente — e eu escrevo nessa condição — é um nojo imenso por saber que este país é governado por gentalha muito mais incompetente do que muitas pessoas que estão desempregadas, que os ditos empreendedores querem é viver à custa do Estado e de que as elites — ahahah — só o são porque em terra de cego quem tem um olho é rei, sobretudo se estiver disposto a levar nele.

      • henedina diz:

        As coisas fazem-se de outra maneira. Tenho dinheiro no BPI que vou retirar após este post.
        Vou mandar um email ao meu “gestor”. O meu banco é a cgd mas quando foi para lá o Vara fiquei tão furiosa que alguem que estava a ser investigado fosse para a cgd que pela primeira vez desde os 18 anos, pus dinheiro num outro banco. Vou retirar

  2. E até explico melhor o que digo — porque não?

    Como eu estou desempregado e estou abrangido pelas Medidas do Estímulo 2012, em que o Estado paga uma parte do vencimento dos contratados, e nem assim consigo ser contratado, gostaria de ver o Sr. fernando Ulrich concretizar o que diz. Se está com tanta vontade de ajudar a combater o desemprego com a ajuda do Estado, pode perfeitamente começar por mim.

  3. chukcha diz:

    Não era você que subscrevia a interrogação da H Garrido sobre onde param as elites? Pois elas cá estão… em todo o seu esplendor de capitalismo estatista…
    Em tempos este tipo de ideologia que preconizava o favorecimento/financiamento das corporações por parte do estado e do povo que estava neste contido, tinha um nome… hoje não sei… será designado por apoio privado à qualificação, em versão “on job training”, ainda por cima a custo zero para o estado..

    Que vão mas é trabalhar os madraços dos desempregados, sempre nas tascas, pá! No BPI, pá! Na EDP, pá! malandros…

  4. Pois…assim também eu era banqueiro.
    Quando estão em dificuldades vá do Estado entrar com dinheiro e agora esta ideia genial do “banqueiro” Fernando.
    Parolo é ele.
    Cumprimentos

  5. S. diz:

    Cuidado com o que se deseja. O BPI teve um belo prejuízo em 2011.

  6. Maria Silva diz:

    Eu li sobre este assunto assim a correr mas parece-me que se está necessitado de colaboradores contrate-os, não? O tal Ulrich. Digo eu, que não percebo nada disto. Se está na disposição de os receber a custo zero, para ele claro, é porque há lugar para as pessoas. Isto começa mesmo a tomar proporções inimagináveis e estamos entregues a loucos, fanáticos que cada vez que abrem a boca é apenas e só para ultrajar um país inteiro.

    • Escravatura. Há quem goste.

      • Ulrich: «se ninguém propuser nada o caminho que seguimos é o de reduzir pessoas porque é isso que aumenta a rentabilidade do banco”.

        Pelos vistos, para depois as contratar com a ajuda do Estado no pagamento do vencimento. E não é para evitar o prejuízo do banco, mas para aumentar a rentabilidade. Este é o tipo de empreendedorismo que esta gente defende. Não difere muito da escravatura, não.

  7. Pedro Martins diz:

    Espero que o Camelo Lourenço não deixe cair a ideia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: