E não só

Esta, descrita pelo Vasco, mas também  a outra. Não houve clangor quando alguém que ganha, no mínimo,  três mil e muitos euros / mês  se diz num tal estado de necessidade.  Não houve insulto aos desempregados, aos pobres, aos desvalidos, às reformas de  miséria; não houve vigílias, fóruns TSF, tamboretes ou  cavaquinhos.

Uma casualidade, decerto.

FNV

3 thoughts on “E não só

  1. António diz:

    Eu cá por mim tenho a consciência tranquila;)

    http://bolaseletras.blogs.sapo.pt/510662.html

    Abraço

  2. António diz:

    Retribuo tipo André Martins;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: