João Galamba

É na televisão, é na Assembleia da República, é na rádio. Só um incompetente ( ou um cómico treinador do  Zebording) não percebe que o João está a correr na pista de fora. E bem.

Não fossem os trejeitos ( das mãos, do franzir, mas sobretudo os do pescoço em oscilobatente) decalcados do conde  de Monte de Cristo que está em Paris, e tudo nele seria  fresco e inovador: é, de longe, o melhor deputado do PS. Fala claro, argumenta dominando o re-ethos, é implacável no debate.

FNV

10 thoughts on “João Galamba

  1. João. diz:

    O PS sempre teve bons fala-barato.

    Em 1996 dizia o glorioso:

    “Catorze meses após a entrada em funções do Governo do PS, há uma simples mas terrível pergunta que, só por si, constitui a mais devastadora acusação ao Governo.
    Afinal, onde está mudança?

    Esta é a pergunta que fazem não tanto os eleitores comunistas, que estavam prevenidos e não tinham ilusões, mas sobretudo grande parte dos eleitores que votaram no PS esperando uma política diferente e melhor.

    (…)

    Não há mudança mas continuidade agravada quando, como tem acontecido, o Governo do PS prossegue e intensifica de forma brutal um processo de privatizações de empresas do Estado que conduz ao controlo de centros vitais da economia portuguesa pelos estrangeiros e à perda de importantes instrumentos de soberania económica e de protecção do interesse público, que levará em linha recta a formas ainda mais clamorosas de subordinação do poder político ao poder económico.

    Privatizações que se traduzem num verdadeiro assalto e roubo privado de património público e à instrumentalização das decisões do Estado ao serviço da transferência de centenas milhões de contos para o grande capital, através das propositadas subavaliações que são feitas do valor dessas empresas e de todo um interminável corrupio de situações de falta de transparência, amiguismo e corrupção. [É certo que, no quadro dos grandes partidos com representação na Assembleia da República, só nós assumimos a denúncia deste escândalo, deste crime e deste roubo.

    Mas não nos importamos com esta solidão. Mais vale estar só nesta honrosa atitude de denúncia do que fazer desonrosa companhia àqueles – como o PS, o PSD e o PP – que são cúmplices desta cruzada de rapina que volta a pôr em evidência essa velha tragédia da história portuguesa que é o egoísmo das classes dominantes e sua histórica propensão não para o trabalho produtivo e a criação de riqueza mas para os jogos de compra e venda, a especulação financeira e parasitismo.]

    (…)

    A verdade é que, como o PCP tem afirmado sem contestação convincente, é que o facto de Portugal vir a participar no núcleo inicial da moeda única, longe de lhe dar qualquer especial papel, peso ou influência na construção europeia, torna-o sim ainda mais prisioneiro da política neoliberal e mais amarrado e atado às inspirações, ditames e interesses dos países mais desenvolvidos da União Europeia.

    A verdade é que, como o PCP tem afirmado sem refutação, é uma profunda insensatez supor que passar a ter, de forma absolutamente artificial, uma moeda forte, é o grande remédio para um país com uma economia fraca e atrasada do ponto de vista relativo.

    E é um acto de cegueira política não querer perceber que a sujeição às políticas únicas monetária e cambial já impede hoje, e impediria no futuro, que a economia portuguesa cresça a um ritmo substancialmente mais rápido que a da média comunitária, o que significa o abandono de qualquer perspectiva seria de convergência real.”

    http://www.pcp.pt/interven%C3%A7%C3%A3o-de-abertura-do-xv-congresso

  2. jose diz:

    E como outros tem uma fortuna para distribuir pelos famintos,nus,sedentos de justiça…

  3. Lucas Galuxo diz:

    Já no tempo em que dobrava com mestria a Palmira Silva, no Jugular, a casa onde tirou bilhete para o palco, se percebia que era mato donde podia sair caça.

  4. Renato diz:

    O retrato que eu pintaria do mesmo objeto seria o de de um cão de fila

  5. cristiana fernandes diz:

    Está a ser irónico, não?

  6. palavrossavrvs diz:

    O Galamba é afectado e peneirento.

  7. António diz:

    É um gajo porreiro e sportinguista dos sete costados. Mas temo que se esteja a deixar afectar pelos tiques da proximidade do poder, pelo barulho das luzes…resta-me a esperança de que ele não precisava disto para nada pois era um aluno brilhante, ao contrário de muitos ministros que temos no poder.

  8. Vicente diz:

    vai longe vai, só tem o handicap de vir de fora do partido e na minha opinião ainda ñ ter cortado o cordão umbilical com a marquesa de paris.

  9. Susana diz:

    Pelo amor de Deus, o Galamba é mais um prego no nosso caixão! Demagogia, sectarismo e ignorância arrogante. O facto dos outros não serem muito melhores não é desculpa para se gostar do estilo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: