O dia da vergonha.

Ninguém acredita no orçamento. No entanto, o orçamento será aprovado. Fazer História também é isto: trair um povo por vontade própria, com conhecimento de causa, sem ilusões.

Luis M. Jorge

12 thoughts on “O dia da vergonha.

  1. Poderia ser aprovado no dia 2 de Novembro, Dia dos Fiéis Defuntos. Seria apropriado.

  2. João. diz:

    De um outro ângulo não posso senão deixar um sorriso de sarcasmo e desprezo para os que, como Portas e a direita dita democrática, nunca se cansam de dizer que no PCP que não há liberdade interna:

    “Portas diz que violação de disciplina terá consequências”

    http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2858885

    Isto é como a questão chinesa, por exemplo: de um lado dizem que o PC chinês é um exemplo de ofensa de todos os valores mais queridos pela direita e de outro vendem o domínio da EDP, o monopólio da electricidade do país, ao PC chinês – com a curiosidade acrescida da posição do PCP contra esta venda, que chamou de entrega do interesse público a estrangeiros.

    • fnvv diz:

      com os partidos comunistas o problema maior costuma ser o da liberdade externa…

      • João. diz:

        Ok. Dada a história da URSS é uma boa resposta. Em todo o caso quanto ao PCP e ao seu Programa não consta a ditadura do proletariado mas sim o sistema eleitoral pluralista, nem consta o fim da propriedade privada do capital mas a coexistência da propriedade privada do capital com a propriedade pública e cooperativa.

        O que eu questiono é onde anda essa liberdade hoje quando o governo actual diz que não há alternativa ao que anda a fazer.

      • fnvv diz:

        Desse ponto de vista, sim, até porque o Rui Barreto não vai sofrer nenhum ataque cardíaco fulminante…

      • João. diz:

        Tanto quanto não sofreram a Zita Seabra ou o Pina Moura…

      • fnvv diz:

        eheheh bem visto…

  3. henedina diz:

    Vai ficar assinalado na história como o dia da vergonha. Mas o problema nem é esse, é que é também o dia da incompetência por falta de inteligência, imaginação, rasgo…isto para ainda acreditar que não é um plano rigoroso de apropriação dum país numa política imperialista de 3ª guerra (europeia) mundial, agora económica.
    Declínio e…queda.

  4. vlx diz:

    Caro Luís,
    ” trair um povo por vontade própria, com conhecimento de causa, sem ilusões” lembra-me algo. Acho que estuda actualmente em Paris, graças à mesada da mamã.
    Abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: