Perder tempo

Passos Coelho já veio dizer que não vale a pena “perder tempo com a revisão constitucional” porque o PS não quer e, sem o PS, não se pode fazer nada. Só se surpreende quem vive em permanente expectativa do apocalipse.
Por mim, já aqui tinha previsto que a famosa refundação do Estado se resumiria a um número de circo. O Governo envergava as gloriosas vestes de refundador de qualquer coisa, a oposição opunha-se, uma fatalidade que até com Seguro corria o risco de estar garantida, e a nação choraria durante dois minutos e meio, entre a furiosa hermenêutica da dra. Isabel Jonet e a não menos furiosa hermenêutica do último caso da bola, mais uma oportunidade perdida de singrarmos o caminho do progresso.
Note-se que o número também dava jeito ao PS, que assim emergia durante uns dias da sua apagada e vil tristeza como irredutível defensor do Estado social, dos direitos adquiridos e das “conquistas civilizacionais”, nas quais ninguém pode tocar sob pena de regresso à barbárie.
Todos tiveram o que queriam.
Perder tempo? Sem dúvida.

PP

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: