Agarrem-me que vou-me a ele

worldharmonyrun
Sendo eu um tipo básico, não percebo o eufemismo de António Costa para justificar a sua descandidatura ao lugar de Seguro. Como é que é? Se mantiveres o partido unido, prometo não desunir o partido? Assim a modos “agarrem-me que vou-me a ele” dos valentões de feira, quando não têm a mínima vontade de passar a vias de facto? Então para que é que foi o teatro todo?
Costa recuou perante o choque frontal, tal como já tinha recuado na rotunda do Marquês. Trânsito difícil não é com ele. Mas se os socráticos não têm outro peão, bem podem esperar sentados.

PP

Anúncios

2 thoughts on “Agarrem-me que vou-me a ele

  1. João. diz:

    Quid pro quo.

    Seguro para as legislativas, A. Costa para as presidenciais.

  2. vasco Silveira diz:

    …”bem podem esperar sentados.”
    Usando os termos de um seu cobloguista, António Costa não foi “viriL e desempoeirado.” (cuidado com o desempoeirado que pode ser tomado como graça Não Racista (!) do Arménio)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: