Kairos – à espera da política ( 4)

Este personagem é um arquétipo da selvajaria que consentimos às máquinas partidárias. Os media  mudam-lhe os lençóis porque fez obra, coisa que qualquer indivíduo  normal com 300 milhões  para se endividar também faria. Este, em particular, ainda por cima tem atrás de si  um longo rasto de  figuras pomposamente  ridículas.

A pergunta é uma seta temporal: quanto demorará até despedirmos estes activos tóxicos?

 

FNV

Anúncios

3 thoughts on “Kairos – à espera da política ( 4)

  1. Jorg diz:

    Ainda tenho uma minima fezada que desta e da outra lá para o fim-do-ano o personagem não se safa . Gosto de ir lendo on-line “A Colónia”, mas estender a sua distopia para as latitudes mais a Norte (que raio de nome, “Durio” – que deve ser um de ‘slang’ do Latim muito rebuscado), i.e. para lá da ponte do Freixo vai falhar – assim, na linha daqueles reiterados desenganos sobre os remates da bola. Ainda que neste ultimo caso, se calhar são antes utopias que se desmoronam, numa especie de eterno retorno entre Março e Maio de cada A.D.

  2. balde-de-cal diz:

    o gaioso deixa a câmara falida, logo a seguir à de Lisboa.
    como dizia o treinador José Szabo a um dirigente desportivo:
    ‘ já viu de merda fazer marmelada? ‘

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: