Crónicas do Planeta Oval: A meio do Seis Nações

XV de France_0

Nel mezzo del cammin di nostra vita, que é como quem diz a meio do Seis Nações, façamos um relatório e contas.
A Inglaterra confirma-se como a grande favorita, graças às vitórias contra a Escócia (38-18, sem espinhas, ou sem espinhos, que o cardo é o emblema dos highlanders) e a Irlanda (12-6, em Dublin, mais difícil, sem ensaios e um duelo de chutadores entre o jovem Farrell e o veterano O`Gara). É a única equipa que pode alcançar o Grand Slam, mas ainda tem que enfrentar dois pesos pesados (França e Gales) e a Itália. Uma Itália que provou, ao vencer os Bleus na primeira jornada, que já não há equipas fáceis.
A derrota dos gauleses em Roma foi mesmo a maior surpresa até agora. Apesar da tradição de que com eles a tradição não conta, ninguém estava à espera do choque frontal contra uma Itália-Ferrari. E se o motor transalpino gripou na deslocação a Murrayfield, voltando à mediocridade do costume (excepto na poesia, na arte, na música, no vinho, no catenaccio e, em geral, nas coisas importantes da vida), a França foi também atropelada por Gales em Paris. Estamos muito longe da equipa que bateu a Austrália no Outono. Resultado: duas derrotas, último lugar, o espectro da “colher de pau” e uma nação em choque.
O problema, já o disse e repito, está nos três-quartos. Saint-André continua a dar-se ao luxo de exilar o melhor centro do hemisfério norte, Fofana, seguindo a moda dos 12s e 13s sólidos como rochas. Móveis como rochas. Criativos como rochas. E tanto rochedo pega-se. Pior do que a falta de soluções das linhas atrasadas, só mesmo a sua exasperante apatia. Quando o número 8 Picamoles é o único francês que consegue ganhar a linha da vantagem, está tudo dito. Dá vontade de gritar “Philippe, mon vieux, it´s the backs, stupid!”
Basta olhar para os números. Os frogs marcaram até agora dois ensaios, um por Picamoles e outro pelo ponta Fall, ambos contra a Itália. Os escoceses – os escoceses, meu Deus! – marcaram seis: dois à Inglaterra e quatro à Itália, sempre pelos três-quartos. Só Stuart Hogg marcou dois, tantos como a Gália inteira. Sim, Hogg é o arrière mais atacante do torneio, digno sucessor do lendário Andy Irvine, mas vejam os outros marcadores: Sean Lamont (centro), Mathew Scott (centro), Sean Maitland (ponta) e Tim Visser (ponta). Do 11 ao 15, estão lá todos. Ao invés da pobre base de recrutamento da Escócia, onde a população masculina se divide entre o whisky e o golfe (por turnos), a França tem uma matéria-prima riquíssima. Ainda assim, os petits napoleons tentam sempre mudar alguma coisa para que nada fique na mesma. Em Paris, a França acabou com Michalak, médio de formação no Toulon, a abertura; com Fofana, um excelentíssimo 12, a ponta; com Bastareaud, que já não jogava na selecção há três anos, a segundo-centro; com Trihn-Duc, habitualmente abertura, na outra ponta. Esta engenharia social produziu uma caterva de avants e passes errados imprópria do célebre French flair. Nem a Brigitte Bardot conseguia dar a volta à cabeça de tanto homem ao mesmo tempo.
Dito isto, o já muito próximo Inglaterra-França, ponto alto da terceira jornada, não está ganho pelos anfitriões. Além de imprevisíveis, sobretudo com o orgulho ferido, os visitantes têm o condão de se portar bem contra adversários difíceis. No Mundial de 2011, perderam com Tonga e dias depois estavam a disputar a final, centrímetro a centímetro, com os All Blacks. Falamos daqui a umas horas.
Uma última palavra para a meia surpresa da Irlanda. Belo jogo contra Gales, com um O`Driscoll vintage (marcou um ensaio e deu outro a marcar), mas apenas têm hipóteses se a Inglaterra sofrer mais do que uma derrota, o que é muito improvável. E têm um banco curtinho, como a lesão do influente Sexton veio mostrar. Basta que aconteça o mesmo a O`Driscoll ou a um dos pilares para que a equipa fique desequilibrada. Assim sendo, mantenho a aposta na vitória final dos bifes, com ou sem Grand Slam.

PP

3 thoughts on “Crónicas do Planeta Oval: A meio do Seis Nações

  1. balde-de-cal diz:

    adorava ver rugby na rtp com comentários de Cordeiro do Vale.
    há muito que não encontro um canal e o horário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: