Rendição

Quer uma  Igreja de pobres, trocou o anel de  ouro por um de prata e usa sapatos castanhos em vez de vermelhos de marca. Foi o que bastou para ver os media, também os portugueses(SIC-N à cabeça),  em estado sacro-orgiástico com o novo Papa ( “até dizem que é o novo Messias”, sibilava  a jornalista).  A presidenta da Argentina, paladina LGBT e antes hororizada com as posições  de Bergoglio sobre  o aborto, em vésperas de eleições também achou por bem mudar a  agulha  e agora emociona-se e pede-lhe beijinhos. Há quem não atribua grande importância à utilização de autocarros, mas o tempo amadurecerá a análise.

Ratzinger, ao pé de Bergoglio, tinha o marketing de uma toupeira. Saudades.

FNV

24 thoughts on “Rendição

  1. zé serra diz:

    gestos da série «show off»: bonitos e fazem barulho… contudo, o essencial é sempre bem mais difícil de alterar: celibato opcional dos presbíteros, uso da pílula e demais contracetivos, acesso do género feminino ao sacramento da ordem, integração dos presbíteros entretanto casados, integração dos divorciados entretanto re-casados… e já nem vou ao tema da homossexualidade…
    apenas discordo que o marketing do ratzinger fosse de toupeira: ele acredita mesmo na pose hierática, nos sapatinhos prada e noutros bibelots de antanho… e o bergoglio, ao invés, limita-se a fazer o que sempre fez. mas, repito: o essencial está noutro sítio, isto é mero show off.

    • fnvv diz:

      Ratzinger não tinha marketing nenhum, tinha ideias e livros.

      • zé serra diz:

        isso mesmo. ideias apertadas e livros que não acrescentam nada. enquanto secretário da congregação para a doutrina da fé mandou calar e retirou da docência uma série de teólogos (hans kung, joseph imbach, jon sobrino, leonardo boff…) e, pior, após a morte de anthony de mello (jesuíta) publicou decreto onde desaconselhava os católicos a lerem as obras dele (se algum dia leres anthony de mello vais constatar a perniciosidade dos seus escritos ;-).
        bom, isto para dizer que ratzinger não é o «príncipe dos intelectuais europeus» como alguém apelidou. é apenas alguém que viveu sempre na cúria…
        já o bergoglio é diferente. e pode ser que dali venha alguma coisa de novo e de arrojado. estes primeiros gestos são giros, mas não mexem no essencial.

      • fnvv diz:

        sim sim, já te dou uma cadeira, querido crédulo…

  2. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Filipe, Francisco I está em guerra: daí o “marketing”. Afinal de contas, a Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana sempre tem 2.000 aninhos de memória colectiva…

  3. zé serra diz:

    sim, tb estou em crer que sou crédulo de mais. e nesse caso, estes gestos são mesmo marketing vazio… enfim, nada de novo. abraço

  4. balde-de-cal diz:

    não sou crente. estive no Arquivo Vaticano sem limitações. assisti à eleição do Papa em 2005.
    são os europeus pobres que fazem marketing. têm medo de estar sós e desaparados pelo falido estado social que chamava direitos à esmola que dava aos ‘beneficiários’. podem ir barda merda.
    Francisco é Alguém, os dirigentes europeus são lixo que não podemos varrer, salva-se Frau Merkel

  5. caramelo diz:

    A Igreja tem de decidir se precisa de marketings sacro-orgiásticos ou de teólogos do aparelho. O JP II deu-se muito bem como praticante de caminhadas com botas de montanha e grande missionário e libertador dos oprimidos do comunismo. Responder à questão: o Ratzinger deixa saudades a quem?

  6. balde-de-cal diz:

    a mais importante palavra que conheço foi dita por Cristo
    ‘Ide’
    tomos somos peregrinos ou seja ‘viajamos em terra alheia’

  7. caramelo diz:

    O Portocarrero de Almada, representante da Igreja chic a valer, vai buscar justificação para os sapatinhos prada nos próprios evangelhos e no exemplo de Cristo, imagine-se. A ler a crónica, fiquei até a aprender alguma coisa sobre as técnicas da costura das vestes de Jesus Cristo. Catita.

  8. xico diz:

    O exercício da humildade esconde muitas vezes o pecado da vaidade. Quando se recusa o tradicional e o pré-estabelecido age-se voluntariosamente, e isso não é humildade. Venham as ideias e os actos.

  9. caramelo diz:

    Carlos, eu acho que li isso no Expresso desta semana, não consigo agora encontrar o link.
    Eu sei que a simbologia é importante para a Igreja, chico. Mas a simbologia faz-se e refaz-se, e este parece que optou por um calçado com uma simbologia da pobreza ou modéstia, em vez da simbologia do sacrifício dos mártires. O Portocarrero de Almada, aborda a coisa por um ponto de vista original e acho que não lhe ocorreu essa de os sapatos fazerem lembrar os mártires ou da humildade. Já o Pedro Arroja se queixou por este papa dizer que a Igreja deve ser para os pobres. Então não é para mim, diz ele. E agora? Isto é um sarilho.

    • Caramelo, deve ser o texto que consta do link que indiquei mais acima.
      Quanto ao facto de o novo Papa dizer que a Igreja deve ser para os pobres, parece-me que a Igreja deve ser para todos, pobres ou não. Coisa diferente é a atenção que a Igreja deverá prestar ao pobres, e, aí sim, parece-me que estes deverão ser uma prioridade (no fundo, não difere muito da ideia que tenho relativamente ao que deve ser um Estado social). Mas, não fazendo eu parte do rebanho, tenho a noção de que a minha opinião é pouco relevante.

  10. caramelo diz:

    É mesmo esse texto, Carlos. Quanto ao resto, tomando o Papa o nome e a inspiração de São Francisco de Assis, parece-me muito natural que diga que a Igreja é para os pobres e que adopte uma simbologia o mais possivel de acordo com isso.

  11. […] “Ratzinger, ao pé de Bergoglio, tinha o marketing de uma toupeira”, diz o Filipe. Tirando que Bergoglio não é só marketing, e parece-me que daremos por isso mais cedo do que tarde, sim, Ratzinger deixa saudades. Desconfio sempre do sentimentalismo e o novo Papa foi recebido como um regresso ao calor latino, por via austral, depois do “pastor alemão”. Se os jornais não começarem a atacá-lo depressa, é porque há algum equívoco. Ou dele ou deles. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: