Pois é

“Anne Mette Kjaer and Hannington Odame described how, in Uganda and Kenya, extension reforms have been reversed or failed to get off the ground. Uganda’s NAADS programme underwent large changes to reincorporate the public sector and local government involvement. This is due to political factions “wanting in” on the action, impatience with long-term initiatives, and bureaucrats not agreeing with the original values of liberalisation and privatisation. Short-term thinking of politicians preoccupied with election cycles and rent-seeking, but also of donors, has been a constraint on extension service delivery in Kenya, too”.

( aqui)

FNV

One thought on “Pois é

  1. balde-de-cal diz:

    que fique bem claro que sou sou um ‘caucasiano’ de ‘cor branca’ como se estivesse estado na praia a ‘trabalhar para o bronze’. um dia alguém disse foi aquele indivíduo de ‘cor’. perguntei qual porque conheço 3. chamaram-me racista por não conhecer 4. até me chamaram grande fdp. agradeci porque pela 1ª vez me chamaram grande.
    a mim só me preocupa a cor de dentro.
    li há mais de 40 anos um livro dum agrónomo francês ‘l’Afrique est mal partie’. infelizmente aconteceu o mesmo com a Europa e sobretudo com o rectângulo, verdadeira pocilga da porca da politica. com dirigentes, que nunca serão estadistas, vamos caminhando em zig-zag, mais zig do que zag

    os politicos actuais deviam ter escrito este verso do ‘céguinho’
    «errei todo o decurso de meus dias»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: