Excelente entrevista

No programa de Jô Soares para  Pinto da Costa comentar, já que anda muito bem disposto.

FNV

Anúncios

26 thoughts on “Excelente entrevista

  1. balde-de-cal diz:

    histórias relacionadas com ‘drogaria’ a nível desportivo
    só não vê nem conta quem não quer.
    ouvi tantas e fui contactado para colaborar. pode calcular
    para o mandei essa escumalha
    Casagrande abriu a boca e ‘borrou a escrita’ do Pintinho

  2. zé serra diz:

    acho que o assis é o próximo a ser entrevistado: http://www.dn.pt/desporto/antidoping/interior.aspx?content_id=1369343
    deve dar, igualmente, excelente entrevista.

    • fnvv diz:

      dois comentários de um lagarto a defender o pintinho? Vocês estão mesmo colonizados, lamento imenso, a minha solidariedade, não há-de ser morte de homem etc…
      abraçao Zé.

  3. zé serra diz:

    e já agora: antónio tavares, ex-jogador de basquete do benfica; jordão, ex-jogador de basquete do benfica; paulo barata, ex-jogador de rugby do benfica. todos eles davam um alinhamento fabuloso para o jô

  4. zé serra diz:

    se te incomoda serem dois comentários, faço um terceiro: sérgio ribeiro, ex-ciclista do benfica.
    e recordas o fernando mendes – o tal do livro «jogo sujo» -, que revelou dopar-se e que o fez nos grande clubes?
    és bom rapaz, mas os óculos encarnados entorpecem-te o olhar.
    abraço tipo «a capela»

    • fnvv diz:

      Acredito que consigas até um quarto comentário, mas agora tens de deixar espaço para os verdadeiros portistas .

      abração tipo calcanhar de Madjer

    • o Benfica é que não sei quê diz:

      Este pobre senhor é uma comédia.
      A comparar jogadores apanhados com jogadores nunca apanhados.
      A comprar clubes que ganharam tudo nos últimos 30 anos, com clubes que ganharam pouco nos últimos 30 anos.
      E o Fernando Mendes falou nos grandes…
      É tudo igual para ele, é tudo a mesma coisa.
      E ainda critica os óculos dos outros…

      • fnvv diz:

        Não é nada, o Zé é uma jóia de pessoa, mas está colonizado. Ninguém disse que não havia outros casos, o post é sobre o FCP e ele veio logo a correr, coitado, defender o patrão colonial. Estou muito preocupado com estes sportinguistas e farei tudo para os ajudar.

      • zé serra diz:

        eh eh eh, és um amor ó anónimo.

  5. João. diz:

    Por mim, gostei de ver isso em público. Não me esqueço de roubalheiras épicas para o porto em muitos jogos em Alvalade. Nos tempos da equipa com o paulinho santos era um fartote. Até cheguei a ver o médico do porto entrar em campo sem autorização, ou seja, autorizar-se a si mesmo e parar o jogo sem que nada tenha acontecido depois.

  6. Daniel diz:

    Nas ultimas décadas o desporto rei sem duvida que enfortaleceu muito físicamente. E foi a tal ponto que existem agora os chamados médios box-to-box que aguentam assim os 90 minutos. Certo que os métodos de treino, nutrição e recuperação evoluiram muito, mas penso que seria ingenuidade pensar que as drogas não tiveram uma palavra a dizer. Com isto não digo que no futebol só existam dopados, mas acreditar que uns são puros enquanto outros, ao mesmo nível, não o são é como acreditar no outro ciclista que ganhava voltas à França ‘limpo’ sem ter em conta que os outros todos à volta se revelavam dopados.

  7. Gustavo Santos diz:

    Tanta coisa com o Pinto da Costa…
    Será que você está a acusar o toque da ajudinha descarada ao SLB ?

    • fnvv diz:

      Ajuda quis o Artur para não morrer de frio e inacção durante o derby.

      • p D s diz:

        (não que eu defenda estas contabilidades de sacristias e capelas, nem me parece tão pouco uma via a explorar, mas o alvoroço tem sido tanto, que aqui fica)

        Definição de Criterio Largo :

        (pequeno video explicativo)

      • fnvv diz:

        Como só há um clube que se opõe aos andrades, estes aproveitam a colónia de Alavalade par a pressão e a colóni a az alegremente o seu papel.

      • João. diz:

        Não, Filipe, houve apenas uma roubalheira descarada na luz que é tão evidente que não resta aos benfiquistas mais do que tentar branquear a coisa com tratados de política colonial. Mais umas como esta e passaremos a tratados de metafísica.

      • fnvv diz:

        Mas qual roubalheira???? Quantos remates fizeram à baliza? Já chega de tretas.

      • Quando fores de férias leva o Lexotan. E nada de bola.

      • fnvv diz:

        ehehehehhe ainda tenho de ir dar consulta e depois truca…

      • João. diz:

        Sim, já deveria ter chegado de tretas mas pelos vistos ainda não se conseguem ganhar campeonatos sem roubalheiras destas. Você pergunta quantos remates? Bom a meu ver dois penalties são claros, os da primeira parte quando estava ainda 0-0 isto fora uma outra jogada muito duvidosa na 2ª parte, julgo que sobre o André Martins depois dele ter dado um nó cego no defesa. Se o defesa do Sporting tivesse feito falta sobra o Lima e o árbitro não tivesse assinalado também não havia o grande golo que houve. Não é fácil jogar com o benfica, muito menos na Luz, não é fácil criar oportunidades de golo mas é quase impossível ganhar com uma arbitragem destas – se fosse ao contrário tenho a certeza que você(s) estaria(m) a falar de fruta, de Papas e sei lá mais o quê.

  8. zé serra diz:

    filipe, nem parece teu, que és perspicaz. então, atacar o benfica é defender o porto?
    e depois: «colonizado», «patrão colonial»? esse magnífico marat izmailov não foi uma excelente venda?
    abraço limpinho, limpinho.

  9. gandavo diz:

    No livro o homem conta mais detalhes

  10. caramelo diz:

    Calma, isto pode ser visto sobre outra perpectiva. O Joaquim Agostinho, antes de subir montanhas a pique tomava lá as suas coisitas, como é sabido. Ora, considerando que a coisa no ciclismo seria nesses tempos corriqueira (a não ser um meu primo maluco que fez meia dúzia de vezes a volta a Portugal, pelo sangalhos, ou o caraças, de certeza movido a adega cooperativa de cantanhede), ganhava quem tivesse um maior suplemento natural de pernas, coração e habilidade, e o bom du Tinô du Portugal tinha que sobrava. Era uma competição justa, de acordo com os mais elevados princípio do olimpismo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: