Mais trincheiras

Ferreira Fernandes, DN ,  7 de Julho de 2012:

Em 2011 foi votado no Parlamento um coiso (chamava-se PEC IV) com voto a favor do PS e contra do PSD, CDS, BE e PCP. Por causa desses votos, aconteceu o que era sabido por todos antes de votarem: caiu o Governo, houve eleições, ganhou o PSD e fez-se um Governo PSD/CDS. O meu ponto é: ao PSD e ao CDS aconteceu o que lhes interessava quando votaram; já o BE e o PCP tiveram o que não queriam, apesar de saber que teriam o que tiveram se votassem como votaram. Os do PSD e CDS fizeram o que queriam. Os do BE e do PCP foram idiotas úteis.”

Daniel Oliveira, Março de 2011 ( os “três” partidos  são: PCP, Bloco e… Os Verdes):

Não houve uma coligação negativa. Houve três partidos que se têm oposto aos PEC’s e coerentemente se recusaram a colocar a sua assinatura num pacote de medidas que consideram inaceitável. E houve um partido que aceita, na prática, estas medidas, mas quer ser ele a aplicá-las. E que para isso abriu uma crise política.

Tudo na mesma trincheira.  De estalinistas a patrões do capital, passando por ex-maoístas e  demagogos das feiras,  o que importava  era derrubar o Sócrates.

Era uma questão de decência: quem não estava na trincheira era um velhaco do aparelho PS ou um ferreira-leitista ressabiado.

FNV

8 thoughts on “Mais trincheiras

  1. Bone diz:

    Não se tratou de decência, tratou-se à direita de oportunismo e à esquerda de leviandade. Não houve inocentes. Agora sim, infelizmente, começa a fazer sentido falar-se de decência.

  2. floribundus diz:

    oiço constantemente a lembrança da minha infância numa aldeia pobre do Alentejo onde não havia fome, pedintes, sem-abrigo, violações (havia consenso):
    «fui ao jardim da ‘celestre’
    giroflé, giroflé»

  3. Miguel diz:

    Concordo contigo e com o Ferreira Fernandes. Discordo do Daniel Oliveira. Se eu, que observo estas coisas de longe, já tinha percebido em traços gerais o que vinha aí, como é possível que os tipos do BE e do PCP não o soubessem ainda melhor? Por isso, é difícil engolir essa dos idiotas úteis, é suposto os idiotas úteis irem às cegas, não é?

    • João. diz:

      O que é que o PS fez para convencer a esquerda quando todos os outros PEC foram negociados com a direita? O PS estava apostado em fazer tudo o que a Alemanha, através da comissão europeia, lhe pedisse: desde quando é que a Alemanha e a comissão europeia são de esquerda?

      • Miguel diz:

        E o que é que a esquerda fez para negociar com o PS, sabendo muito bem qual era alternativa que se adivinhava? (O PSD foi ou não foi, descaradamente, muito para além da troika?) Fica sempre a impressão que a única estratégia que são capazes de imaginar é: quanto pior, melhor.

      • fnvv diz:

        exacto, por isso é que não lhes interessa “o passado”, até porque não têm a “sabujice de Seguro aos capitalistas de Bildeberg” para culpar.

      • João. diz:

        Enquanto o PS e o PSD alternativamente levaram o país até ao estado em que estamos os outros é que querem quanto pior melhor. Quando foi a privatização do BPN e o governo PS dizia que não ia custar nada ao contribuinte – era com este PS que o PCP deveria negociar? Quando o PS andou a encher a bunda de empresas com milhares de milhões em PPP de estradas sem necessidade – era com este PS que o PCP deveria negociar? Quando o PS queria um inimigo público e elegeu os professores – era com este PS que o PCP deveria negociar?

        O PCP defendia a restruturação da dívida. O PS não. Não havia margem para negociar. Hoje o FMI já vai dizendo da Grécia que se deveria ter restruturado a dívida logo no início, antes de entrarem com os programas da troika. E embora não se diga o mesmo ainda de Portugal já se vai admitindo além da esquerda que muito provavelmente teremos de restruturar a dívida – talvez ainda se diga que a deveríamos ter restruturado logo de início. Portanto o PS é responsável por isto sim. Não vale a pena sacudir a água do capote. Foi Sócrates que prestigiou Passos Coelho pedindo-lhe o aopio para os PEC e não esqueçamos ainda dos elogios de Soares a Passos..

  4. aa diz:

    Mas, o pec iv trazia algum dinheiro? Simplesmente não trazia.
    E nessa altura já era impossível que Portugal se continuasse a financiar como até aí. Com ou sem pec…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: