Estucha

Uma vez dediquei uma crónica da Ler toda ao assunto: começou o binómio calor-praia. Ele há torturas melhores.

O meu dia ideal de fim de semana,  quando está calor e a abriu  a época balnear,  começa no Américo. Tomates, azeitonas reais,  pepinos, coentros. Um salto à peixeira e venha de lá um cantaril . Depois, ainda pela fresca, o primeiro café do dia, na minha biblioteca ( um salão grande no sotão),  a espiolhar o CM e  A Bola. Tratar da boxer e voltar para o salão. Ler, escrever, fumar.

Quano a jolda acorda, orgástica  de planos veraneantes, estimulá-los a seguir o seu caminho sem olhar para trás.No fim da matina, preparar o gaspacho e dar-lhe frio. 35 graus e com sorte a jolda partiu para piscinas, rios, praias. Almoçar, café, Romeo y Julieta Mini e sesta de persiana fechada.

Três da tarde, nem o vento se mexe. NatGeo no sofá, a histórias do Zambeze, um Benfica gravado do extinto RTP -Memória, rever o Scharwz, o Ricardo Gomes.  Salão. Um bocadinho de L. Cohen, ler, escrever, jogar FM. Seis da tarde, boxe com a boxer ( pesos não que está de ananazes) , duche  morno e uma man best friend na mão. Ver blogues, rever textos.

Quando a jolda chega,queimada da areia,  já a mesa está posta e a vazia açoreana ( a melhor carne … de venda livre) à  temperatura ambiente.

Era bom era…

FNV

Anúncios

3 thoughts on “Estucha

  1. p D s diz:

    eu (por enquanto) ainda sou “jolda” ..donde é mais praia ! :o)

    Mas tb lhe confesso que :

    Não troco nada por uma saladinha de:

    “verde-fresco-arboreo” beirão,
    temperado avidamente com som corrente de um rio doce…
    e para arrematar,
    penteie-se a saladinha com raspas da canicula estival !

    (serve-se deliciosamente, ali á beirinha de um restaurante*** de seu nome :”O Burgo”…)

    **** cheira-me que conhecerá de certeza! mas se não conhecer, terá de se “penitenciar” até lá ir, pois estou absolutamente certo que vai de encontro ao seu palato! ,o)

  2. Rui Alexandre diz:

    Excelente, Filipe. Continua a manter-se junto do rio…
    Mas a interrogação/desejo final pressupõe uma falta e, não, não estou a falar da vazia… (açoreana)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: