Nova teoria do caos

Em resumo, porque fomos capazes de regressar à essência das coisas foi possível preservar o essencial e promover o desenvolvimento e a redução das desigualdades a nível mundial.

Ou seja, o desemprego definitivo  do Marcelino,50 anos,  de  Proença-a-Nova,   melhora  a vida dos sakalava de Madagáscar.

FNV

Anúncios

15 thoughts on “Nova teoria do caos

  1. juro que não compreendi o texto da senhora. diz:

    “Um pressuposto fundamental que consistiu na definição de um objectivo comum, que funcionou como mola impulsionadora e mobilizadora de toda a sociedade. Ou seja, numa lógica de bem comum, reinventar a solidariedade, recuperar a noção da responsabilidade colectiva, a certeza que os nossos actos individuais são importantes, determinantes, para o bem-estar colectivo, sendo que existem direitos e deveres que não podem ser esquecidos. Foi exigido um regresso ao essencial, um despojamento de tudo aquilo que vinha invadindo as nossas vidas, sem lhes acrescentar valor.”

    – quais são os direitos e deveres que não podem ser esquecidos?
    – o que é “o essencial” e qual é o ansiado caminho de volta? e quem nunca conheceu “o essencial” e foi formatado pelo “dispensável” “secundário” ou “adicional”, conseguirá perceber que lá está quando lá chegar? isto é, conseguiremos nós distinguir o essencial do não essencial? seguindo a mesma lógica, será a senhora jonet essencial ou suplementar? serei eu essencial? os sindicatos? a democracia? o benfica?
    – quem são esses invasores que não acrescentam valor? não foi jesus que expulsou os comerciantes, vendilhões e cambistas de um templo qualquer? são esses os invasores?

    pergunta bónus: qual é o “objectivo comum”, que é constituído pelo “pressuposto fundamental”, e que funciona como “mola impulsionadora”? espera. esta eu sei. o objectivo comum é “reinventar a solidariedade” “numa lógica de bem comum” recuperando “a noção de responsabilidade colectiva”. é isto?

    ps: estou a brincar em relação ao benfica. é óbvio que é essencial. para benfiquistas e, sobretudo, para anti-benfiquistas.

  2. João. diz:

    Otávio Teixeira (PCP) sobre o euro:

  3. Miguel diz:

    Pois é. Sempre a reinventar a roda. A minha conclusão é que além de ser uma pessoa má, a Isabel Jonet é burra.

  4. João. diz:

    É bom ver também o espécime de seu nome Francisco Louçã – aqui há tempos, no blog, apontado como o homem da verdade sobre o euro (parece que não são só os banqueiros irlandeses que tiram números do interior da bunda):

    http://otempodascerejas2.blogspot.com.br/2013/06/portugal-e-o-euro.html

    • fnvv diz:

      O D&Q é imune à arte leninista: nunca Louçã foi aqui apontado como o homem da verdade ( muito menos por mim…), foi dito que é assim que se faz: traçar cenários, falar sem medo.

  5. João. diz:

    Foi você fez um post sobre a opinião de Louçã sobre a saída do euro com o título “Falar Verdade”. E Louçã, falando essa verdade, compara a saída do euro com a segunda guerra, sendo que nessa comparação se esqueceu de referir que no pós-guerra houve um grande crescimento económico em Portugal.

    A sua obsessão em ser (o que é dizer, “parecer”) independente fá-lo presa fácil de qualquer um que associe a palavra “independência” ao seu discurso. É preciso não esquecer que a única coisa que temos certa sobre o que se diz da independência é que tudo o que se diz da independência se diz do nome “independência” – e não da independência como tal.

    • fnvv diz:

      Não sou nada independente. Sou antinazi, antifascista , anticomunista e antiescuteiros.
      Falar verdade era o título do post e quem o ler percebe bem : dizer a verdade sobre o que se pensa.

  6. caramelo diz:

    Jonet nº5, L’Essence. Até onde pode ir a depuração da vidas das pessoas? Recorda-nos hoje o Publico que os idosos já não conseguem comprar todos os medicamentos de que precisam.A Jonet não é má,nem burra. Digamos que não é uma excelente pessoa,nem particularmente inteligente; as coisas não são a preto e branco.

  7. jpt diz:

    Isso do marcelino (a la o zé do Paulo Portas) e dos sakalava, raisosparta …. é do piorzinho que V. meteu, tamanho o que transpira e o tanto que mostra que não percebe o que roda nem se percebe a si mesmo. Mas deve ser do tédio que acima fala, que vem botando cada vez pior. Ou então talvez não, apenas me entedia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: