As pernas dos banqueiros alemães vão tremer

Está quase: eleições, esquerdas ao poder e acaba-se   treta da  austeridade  e da troika, o investidores que vão chatear  o Camões,  os salários  vão subir, as pensões vão ser repostas, o pessoal vai ter o emprego de volta.

Como? Porque há alternativas, seus lapardões.

FNV

Anúncios

21 thoughts on “As pernas dos banqueiros alemães vão tremer

  1. zé serra diz:

    eh eh eh …

  2. floribundus diz:

    seguramente
    pelo menos 500 mil empregos no 1º ano
    5 auto-estradas
    3 aeroportos
    mais 800 mil casas
    50 mil jobs for the boys

    isto para começo

  3. XisPto diz:

    Esqueceu bula: primeiro rir, depois, chorar.

  4. Jorg diz:

    … E o Tózero passou o dia em ‘contactos’ nesse sentido com o “Estrangeiro”
    Faz-me lembrar uma estória do Manel Fernandes prester a começar a carreira de treinador – perguntei ” foi bom jogador, mas perceberá ele alguma coisa do oficio de treinar?”. Um conhecido meu e dele respondeu “sabe, sabe – ele está sempre a ler revistas de futebol, até em Francês….”

  5. João. diz:

    Há coisas que se podem fazer rapidamente:

    Suspender pagamento de PPP;

    Taxar as transações em bolsa e baixar impostos para as pequenas e médias empresas;

    Nacionalizar a empresa que detia o BPN e que agora já faz PPP com o Estado enquanto lhe deve alguns milhares de milhões.

    Venda em hasta pública dos bens dos banqueiros cujos bancos estão sob intervenção pública até perfazer o dinheiro injectado. Como não deve chegar para cobrir o Estado fica com o que falta em participação do Banco.

    Investigar a dívida pública e ver o que possa haver de contratos ilegais como swaps e desse tipo e suspender o seu pagamento.

    Estudar a possibilidade de introduzir uma moeda paralela ao euro.

    O pessoal distrai-se com críticas à esquerda que é alternativa (o PCP, por exemplo) porque também não quer enfrentar a realidade do centrão nos estar a mentir e na verdade, então, não fazerem ideia do que estão a fazer e se alguma dia no futuro previsível Portugal vai voltar a criar riqueza suficiente, não para uma nata viver à grande, mas para os portugueses viverem confortáveis no seu país. Nem o Seguro, nem o Passos nem o Portas vos dizem a verdade: que podemos estar enterrados nisto em que estamos por décadas.

    Por mim portanto os maiores vendedores de ilusões são vocês, porque no fundo são vocês que pensam que se não fizermos nada de iniciativa própria, se fizermos apenas o que nos mandam que as coisas vão correr bem, embora não haja aí nada para sustentar isso senão uma fezada. Não mintam portanto e digam que o que têm é uma fezada que este caminho é o melhor.

    Ah, um pedido público de desculpas ao povo boliviano e ao seu presidente pela ofensa que lhes fizemos.

    • fnvv diz:

      Quando quiser deixar esse panfletos do PCP, ao menos veja se têm relação com o post e com a inteligência dos leitores:
      ou há revolução ( sim, a alternativa) ou há que há ( com mais ou menos nuances).
      E “vocês” é sua tia, pá.

      • João. diz:

        Não, panfletos do PCP é mas é a sua sua tia. O seu post sim é um panfleto da situacionismo.

        Suspensão dos pagamentos das PPP era até do que se falava à direita quando estavam em campanha – agora já é revolucionário e já é panfletos do PCP. Expropriação e venda de bens em hasta pública é o que fazem os bancos aos portugueses, não sei porque razão os portugueses, através do seu governo, não podem fazer o mesmo aos banqueiros?

        Taxas de transações em bolsa é uma ideia que há muito tempo anda a ser considerada, sendo que ninguém a toma porque dizem que vai ser catastrófico, que vão todos fugir e sabe-se lá o quê. Não sei porque fugiriam se houver lucros possíveis – e uma taxa não impede os lucros mesmo que os diminua um pouco (e além disso, jogar na bolsa não é trabalhar, portanto não é que estejam a trabalhar para o boneco, como fazem cada vez mais portugueses que trabalhando não conseguem poupar nada e mal se alimentam em condições).

        Em Portugal, dado os aumentos colossais de impostos do Gaspar, saiu há dias uma notícia que refere que o número de milionários aumentou em Portugal.

  6. conspirador amador diz:

    é difícil não pensar na presença de portas e seguro na reunião dos bildenbergues, ou lá como se chamam os tipos que mandam no mundo.

    na volta eles até têm um plano porreiro para portugal, vamos ter calma e confiança, que inclui tudo o que fala o Filipe. ou então não, na verdade não sei de nada.

    e nunca esquecer que, para o bem ou para o mal, nós, anónimos da internet ou bildengergues, somos todos uma espécie de chimpanzés deficientes, sem pelo e com um andar esquisito, e com um cérebro estupidamente grande que ainda não conseguimos dominar. ainda não tivemos tempo.

    vamos com calma.

    está tudo seguro.

  7. Daniel diz:

    Afinal parece que não está assim quase. O CDS (leia-se Paulo Portas) prepara-se para voltar em grande, bêbado com o novo poder, a cantarolar vitória depois de, parvamente, ter reduzido os sacrifícios dos Portugueses no ultimo ano a nada. As coisas parecem encaminhar-se neste sentido. E se fosse eu o primeiro-ministro aceitava este pedido de acréscimo de poder sobre duas condições: O Portas não pode estar a menos de 1000 metros de um concelho de ministros e todos os ministros do CDS têm que remover a amizade de Portas no Facebook.

    • caramelo diz:

      “ter reduzido os sacrifícios dos Portugueses no ultimo ano a nada”

      Também é curioso o mecanismo mental que fez esquecer tão depressa a carta do Gaspar. Ou o Gaspar ele próprio.

      • Daniel diz:

        Eu falo dos sacrifícios pedidos por este governo para tentar atingir os objectivos que eles se propuseram. Não quer dizer que não haja alternativas, mas é um facto de que esses sacrifícios foram feitos. Acho é irónico que tenham tanto falado da ‘vitória’ da descida da taxa de juro para agora, em dois dias, terem dado cabo de tão propalado avanço.

        Quanto à carta do Gaspar, e do próprio Gaspar, não me parece que haja lá muita coisa de novo. Tirando o facto de que, se tivesse dependido apenas dele, a esta hora já nem havia estado social para defender.

      • caramelo diz:

        Que não há nada de novo na carta do Gaspar. sei eu. Aquela confissão de fracasso apenas torna mais ridiculo o argumento de que a saida do Portas reduziu o sacrificio dos portugueses a nada. Já há dois anos que os sacrificios dos portugueses não servem para grande coisa.

  8. caramelo diz:

    Sim, pensar que há alternativa a estas politicas é hilariante. É precisamente um dos raros momentos da história de Portugal em que isso acontece. A esquerda, se for eleita, nada poderá fazer diferente, nadinha. Vêm agora os tolos da esquerda afirmar que 1+1=3? Tótós. O Gaspar não fugiu em pânico, não, apenas estava cansado, porque apesar de ser genial, não é uma máquina, caramba.

  9. caramelo diz:

    Pois, pois… Filipe, isto é uma variante da sindrome de estocolmo. Custa a perceber que existe uma alternativa para o buraco onde estamos metidos e nenhuma cara estranha, para além dos sequestradores, nos merece confiança. Sair é uma revolução insuportável; essa é a única coisa que nos oferecem os outros. Melhor ficarmos aqui aconchegados na desgraça que já conhecemos. Não há alternativa, não há alternativa, não há alternativa… é este o nosso briefing diário.

    • fnvv diz:

      Irra: há alternativa, é preciso é corage, corage…

      • gandavo diz:

        corage e estoicismo, que são coisas obsoletas e que já não se usam.
        Logo, como não há nem corage, nem estoicismo, não há alternativa

    • caramelo diz:

      gandavo, como eu admiro isso. E és tu uma das reservas de coragem e estoicismo que restam, certo? Deus te abençoe, atingiste a essência da Jonet. Mas o Filipe estava a falar de outra coisa: a coragem para ir buscar o dinheiro aos grandes capitalistas, bancos, grandes fortunas, etc, afrontar o poder. Era isso, não era Filipe? Também, também. Mas também era preciso coisas simples, sem grandes ousadias, que qualquer homem médio magrinho consegue: por exemplo, não tomar medidas que levem à falencia das pessoas e empresas porque assim, diria qualquer tipo com QI negativo, não se consegue pagar dividas. As despesas com a segurança social estão a subir muito, embora cada um receba menos. Quem é que disse que acabou o estado social?

  10. M. diz:

    E depois acordaste?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: