No recreio do Paulinho

O resultado da brincadeira irrevogável de Portas é este: o director Cavaco, até ontem fechado em casa a ler as memórias do General De Gaulle, tomou conta do recreio. Chumbou os arranjinhos dos meninos Passos e Portas para fazer os trabalhos de casa, laboriosamente negociados em berlindes-ministérios durante uma semana. Mandou-os voltar às saias da mamã  no fim do ano (Junho de 2014) e explicou que só não os mandava antes porque ainda têm aulas com a professora Troika. Obrigou-os a ir buscar o Tozé, que estava de beicinho a um canto, para jogar à bola (“compromisso de salvação nacional. Repito: compromisso de salvação nacional”). Avisou que, se não se portarem bem, chama um contínuo mal encarado para lhes dar um puxão de orelhas (“uma personalidade de de reconhecido prestígio que promova e facilite o diálogo”). E ameaçou a canalha toda com castigos (“se esse compromisso não for alcançado, os Portugueses irão tirar as suas ilações quanto aos agentes políticos que os governam ou que aspiram a ser governo”).

Obrigado, Paulinho. Querias ser o Churchill das feiras e saíste-nos a Lady Di do Largo do Caldas.

PP

Anúncios

9 thoughts on “No recreio do Paulinho

  1. floribundus diz:

    receberam um artefacto das Caldas com capacidade para 5 litros.
    a introdução fica a cargo do Dr. Van Zelin

  2. CO diz:

    Este imprestável que se tornou presidente vem mais uma vez mostar ser um golpista e um oportunista: constatada a falência da solução governativa que promoveu e apoiou até há alguns dias (basta recordar as suas declarações no dia da tomada de posse da ministra swap) vem agora propor o consenso com o PS depois de o ter ignorado (e atacado) durante dois anos com o anuncio antecipado de eleicoes em 2014.
    O único propósito e salvar a face (e a do seu partido) diluindo as responsabilidades do PSD (e do CDS) no estado actual das coisas.
    Isto tresanda a calculismo e oportunismo …. Entretanto fica a crise em gestação durante um ano? Onde esta a preocupação com a estabilidade política?

    Demissão (do governo e do PR) e eleicoes JÁ!

  3. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Pedro, os Abrantes já andavam a sonhar com a “vendetta” dos “swaps” e a contrair débitos futuros à conta da próxima antecipação eleitoral, mas eis senão quando Sua Anibalidade o Grão-Mestre Cavácuo de Boliqueime-Belém «a siflé la fin de l’intermission»: ontem foi o primeiro dia do novo presidencialismo lusitano, com Portas-O-Paulo portador de pulseira electrónica preso no Largo do Rilvas, às Necessidades…

  4. caramelo diz:

    A estaca de Belém, que segurava a grossa corda que suportava o circo, desandou, ficou animada, como um pau em desenhos animados da Disney. Ficou farto que não dessem por ele, achou-se irrelevante, rodopiou e foi o caos. Das duas, uma: ou os partidos fazem o que ele quer, ou não fazem, e se não fazem, voltará à sua imobilidade, mas para toda a vida o povo dirá que uma noite se levantou um pau que correu a corja dos políticos à pancada para eles se entenderem de vez. Com isto, é o PS que se arrisca a cair na ignomínia eterna, se não for já a correr ao infantário de são bento dar as mãos aos outros meninos e ajudá-los a arrumar os brinquedos espalhados. Ora, é para pôr ordem nisto que o pau, reunindo toda a energia cinética que lhe resta, já anda nas agências à procura de uma nanny inglesa. Com sorte, virá aí a Mary Poppins.

  5. Com que então o Portas é o/a Lady Di do Caldas?… Essa cabeça não pára, caro Pedro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: