Calor sólido ( IX)

O traficante abrigou-se debaixo do arco da governabilidade. Era um enorme pórtico com inscrições alusivas aos feitos da cidade. Um a um iam  chegando os clientes. Uma  jovem prostituta, vestida de freira, aproximou-se e soltou uma imprecação: Acreditem e percam-se.

O tempo piorou e, a certa altura, mais gente se juntou  sob o arco. Galinhas, jornalistas de economia, duas amibas e um ex-revolucionário cujo Mercedes avariara. O traficante pôs ordem na situação. Distribui tarefas, sossegou os perplexos e curou os cegos.

Quando as televisões  chegaram, o governo estava feito.

 

FNV

Anúncios
Com as etiquetas

One thought on “Calor sólido ( IX)

  1. arcos há muitos! diz:

    mas, infelizmente, não resultou. contrariando todas as expectativas, dois anos volvidos o programa governamental não foi cumprido, e os problemas na coligação levaram o CEO da fábrica das bananas a demitir o capitão de equipa do governo.

    o terramoto político fez cair o arco da governabilidade mas o povo, sempre o povo que nos momentos de dificuldade ergue-se, unido e forte, está já a construir um novo arco a que chamarão “arco da salvação”.

    as hienas observam, enquanto descansa à sombra de bananeira..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: