Mais gregos

“Mas há uma razão ainda mais funda, estrutural, para que a crise não se vá embora e ela traduziu-se na grande omissão destes dias, no enorme silêncio absurdo e cego com que se discute tudo e três tostões como se as pessoas comuns fossem mera paisagem, os portugueses súbditos sem voz — as eleições não servem para nada, dizem-lhes — e colonizados pelos colaboradores dos “credores” de um protectorado consentido sem revolta. Se nada disto mudar, é só esperar pelos próximos episódios”.

Tenho dito e repito. Por causa de Henrique Chaves, ouviu-se o povo, por causa de umas eleições regionais que  correram mal a Guterres, ouviu-se o povo. Por que não se ouve  povo agora? Acrescento uma nota ao parágrafo do JPP:

A esquerda revolucionária e os cripto-fascistas  desprezam o kairos eleitoral  Descobrimos agora que o centrão partidário, anquilosado e receoso,  é o proto heuretes de um novo tipo de comunidade política: os idiotai  só são chamados quando tem de ser. Nos intervalos foge-se de qualquer perturbação que a decisão popular possa transmitir à cidade.

FNV

Anúncios

One thought on “Mais gregos

  1. caramelo diz:

    Não estás a ver bem a coisa. Quem diz que o povo não é ouvido? Temos uma perfeita democracia direta, sim senhor é que temos. É o senhor smith, algures no Yorkshire, comprando e vendendo títulos de divida no mercado secundário, fazendo subir ou descer os juros, quem decide, monta e desmonta ministros e os acasala e descasala. É uma forma de democracia bastante mais fluida, participativa e atenta, não sujeita a calendários eleitorais e o resto da tralha dos velhos rituais bizantinos. É claro que nem todos podem participar assim de qualquer maneira. Aqui o hoi polloi é do mercado secundário da democracia. Só falam quando alguém lhes perguntar alguma coisa. Vá, mantenham o mister Smith quente como um gato gordo ao borralho e talvez ele aceda a que para o ano a velha Ermelinda faça uma operação às varizes. Tranqulito, gatinho, tranquilito, que a gente dá-te um naquinho da Ermelinda. Façam como eu: deixem a constituição e procurem um bom glossário financeiro, com anotações do José Gomes Ferreira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: