Agora sem magoar, querida.

Poiares Maduro, a consciência vaporosa do governo remoçado, retornou ao convívio das famílias com punhos de renda e muita meiguice: “Há sacrifícios que os portugueses ainda vão ter de fazer”. Sim, meu anjo. Quererás dizer que “ainda” temos de “racionalizar” quatro mil e novecentos milhões de euros, não é verdade? Cortar nos salários, nas pensões de sobrevivência, despedir professores e enfermeiros, atrasar as cirurgias e mandar os desempregados para a puta que os pariu, não é, lindeza? Pois deixa-me confessar-te uma coisa: gostava mais do Relvas. Porque o Relvas não era sonso. Porque quando o Relvas falava não se dava ares de cupido renascentista nem de astro do cinema independente. E quando o Relvas estuprava, graças a deus estuprava à bruta: sem palmadas no lombo, sem afagos na garupa e sem torrões de açúcar, faço-me entender? Portanto, vê lá se nos fodes com respeito.

Luis m. Jorge

Anúncios

28 thoughts on “Agora sem magoar, querida.

  1. NÃO PUBLIQUES: estuprava, e não estrupava.

  2. Acompanho-te no desabafo, mas não deixa de ser muito triste chegarmos a tal conclusão. Vamos de mal a pior até à queda final.

  3. Jorg diz:

    Epá, com a nova remodelação não vai faltar ‘food for thought’…
    Já tenho cronómetro ligado para ver quanto dura até falarem das Outorgações do Machete no BPN, das perversões e sacanices dos ‘business plans’ das cervejeiras ou de mais um ‘update’ dos submarinos do Portas – na primeira linha, com aquela ex-embaixadora multidisciplinar, depois pelo Silva Pereira [que se sabe, não consegue rir, o que acentua autoridade e ‘verdade’…]. Sobre os “SWAPS” e a ministra já ontem se retornou com “assaggi” e, como evidencia a sua mensagem, parece fazer muita falta o Sr. Relvas para ‘quadrar’ o círculo…

    • Ná, isso não interessa para nada. Como todos sabemos, e você não se cansa de repetir, os corruptos são todos chuchas.

      • Jorg diz:

        Desculpe lá, mas quando me citar use “x” e não “ch”, ou seja “xuxas” e não “chuchas”.

        Como consta naqueles breviários de semiologia ‘for dummies’, esta condensação ortográfica sofistica, ao mesmo tempo que abrevia a apreensão dos catalitico conceitos que nos guiam no cartografar as apesas “narrativas” que, se sabe, e nesse quadro, relevar substantivamente os objectos de sentidos, os associados sistemas de significação, linguagens, discursos e os multiplos processos a tal associados.. :-)))
        Obrigado,

        P.S. A Jacobinada do “Público” já ‘abocanhou’ o Dr. Machete!

      • Ah, coitadinho do dr. Machete. Ele não merece.

  4. Machete? diz:

    Mas qual corte qual quê! Acha mesmo que eles, sonsos e menos sonsos, querem fazer o corte?

    isto, das duas uma:
    1 – ou este governo implode daqui por uns dois ou três meses (se tanto) por não conseguirem decidir quem ficará com o ónus do “corte” (passos pensa que entalou portas, portas pensa que conseguiu margem de manobra, etc. e tal, mas na verdade perderam ambos, odeiam-se mais hoje que antes da crise, e ainda bem, merecem-se);
    2 – ou, pela calada, estão já a fabricar com a troika um segundo resgate que possibilitará fazer o corte em mais tempo. o que, a ser verdade, configura um vil atentado à decência que, apesar de tudo, ainda é a norma neste país.

    no meio disto tudo surge um tal de machete que ninguém estava à espera.

    é este, não é?

  5. Jorg diz:

    1 e 2 na “mouche”, ainda que eu ache que o resultado vai ser um ‘blend’ tipo o Red Label, low-cost da Johnnie Walker – prescindindo pois de nos deixarmos embalar e entreter com o visual de Toscano ‘Pieraccioni’ – independente, mas cujo ‘engagement’ artistico era mais ‘prapular’ e com muitas cachopas….

    A ‘ascenção’ PP/PL – com o varrer de Gaspar e, agora, do Alvaro [gente que não precisa da politica para nada…] arrisco vaticinar, vai-se diferenciar com o reinstalar de redomas – não aquelas do mitómano, que a memória ainda assinala o caracter pífio e caloteiro – antes as que albergam os ‘crechimentos’ tipo prosa e dicas do “Independente” a partir da Capital e dos Ministérios….

    O que resta do PSD de Passos Coelho será um tropego emular do lema do mesmo Johnnie Walker … “Keep Walking”… em Detroit….

  6. Lutz diz:

    Parabéns pelo grande texto!
    Abraço

  7. henedina diz:

    “ares de cupido renascentista”.
    Hoje pensei que se não chegam as férias rápido ainda morro “afogada” a chegar a praia neste ano do meu descontentamento e vem esta descrição…”ares de cupido renascentista” para aligeirar o meu dia.

  8. caramelo diz:

    Eu queria aqui anunciar que vou começar a votar CDS. Comunico aqui antes de informar a família. Um americano não saiu ontem do coma a falar sueco? Pois então. Vou renascer democrata cristão e penteado decentemente. Vai ser uma transição natural, porque já bebo há muitos anos a bebida do dr. Pires de Lima, a superbock, que é a cerveja oficial do santuário do Sameiro, rival da Sagres, a mistela dos sindicalistas da estiva de Lisboa.

  9. caramelo diz:

    Henedina, o dr. Pires de Lima anunciou que vai propor que se dê mais dinheiro ao pessoal e eu imaginei-me a ter mais dinheiro para o vinho e para a droga, etc. Estou numa encruzilhada perigosa em que hesito entre os defeitos de caráter como a incoerência, o esbanjamento e a ladroagem, por lado, e a honestidade e firmeza ética do Poiares Maduro e da dona Jonet. Problemas de uma educação defeituosa; estou a precisar de alguma orientação moral e cívica.

    • henedina diz:

      Ah! Então boa escolha o CDS/PP.
      É o chamado campo de re-educação, a direita.

      • caramelo diz:

        Acho que a Henedina não me percebeu. O CDS é que anda a mijar fora do penico, anda a querer dar dinheiro à maluca. É precisamente por isso que estou tentado a ir para o CDS. Aquilo está de tal forma que um dia destes desatam a fazer casamentos entre homens sexuais lá na sede deles que já foi moradia do Padre Cruz. Mas nada é irrevogável, que o amor é eterno enquanto dura. É também esta pontinha de poesia que me faz aproximar do CDS.

  10. Ana Cristina Leonardo diz:

    Luís, a meus braços. Até que enfim alguém que me compreende (como esse Poiares me enerva com o seu ar moderno e estrangeirado!)

  11. Mll diz:

    Ganhava 1300 euros por mês. Como o meu filho era bom aluno e inteligente, foi estudar para Oxford. Mesmo com bolsa de estudo, são 1000 por mês. A minha sogra, que sofria de reumatismo, foi fazer um tratamento à Clinica Mayo e, felizmente, está melhorzinha: 32000 euros. Uma família que vivia perto e com dificuldades contratei-a toda, comonchauffeur, cozinheira e encarregado de uma piscina que ando a construir.
    Agora, o cretino do banco diz-me com um ar simpático que eu gasto demais. O anterior era uma besta qe me aumentou os juros. Não sei que faça. Escrever uma fantasia homoerótica sobre o gerente de conta abrutalhado?

    • Uma lavagem ao cérebro ajudava.

      • Mll diz:

        Temo que apenas aceitem dinheiro e não a água da barrela das meninges. É gente grunha e sem sofisticaçào que fala em aritmética e em cada um pagar o que deve. A eles não lhes ensinaram que a dívida se gere, como ao filósofo francês “quando ele andava a estudar”.
        O Sr. Jorge não paga o que deve?

      • Pago sempre mais do que devo. Nao tenho vocação para mestre-escola, senhor Lopes. Quando esquecer a aritmética rudimentar e a religião e moral talvez alguém lhe ensine que de facto as dividas se gerem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: