Adeus, Maria Luís

Chegou a tomar posse?

FNV

Anúncios

40 thoughts on “Adeus, Maria Luís

  1. Adeus porquê? Este Governo é inamovível até 2015. Não se passa nada.

  2. Carlos diz:

    Provavelmente, a mentira política mais desnecessária de todos os tempos.

  3. Jorg diz:

    Desculpe lá, mas qual é a mentira de que se fala?

    É só para saber se é mentira que na pasta de transição do anterior governo nada constava sobre o tema e que “não havia qualquer documentação, nem nada de novo a transmitir, porque a informação tinha sido solicitada e apenas isso”. Ontem, um ex-secretário de Estado terá dito que disse para a ministra, então secretária de Estado qq coisa do tipo “Oh ‘miga, fala ali com o Felicio que o gajo tem umas coisas para te contar…”

    Ou os e-mails de um funcionário são parte da informação de transicção valorada e pelo Secretário de Estado…..

    • fnvv diz:

      “Um funcionário”? Não, não foi o guarda Abel, foi o, então, Director Geral do Tesouro.
      Brincamos ????

      • As mentiras só são mentiras se tiverem origem nos “xuxas”. Se vierem do PSD são manifestações de espírito empreendedor.

      • Jorg diz:

        Deixe lá a honra do DGT, que é certamente pessoa merecedora de respeito e consideração, para desmerecer qq equivalência com o Guarda Abel ou com os Juristas Universitários que andaram (e andam) a soprar nos Apitos preferido do Vieira. Entre “ambos os dois” recitam chorrilhos de sentenças da treta.

        O ex-secretário de Estado, substantivamente, não incluiu qualquer documentação.
        Não alertou, nem quantificou. Diz “olhe, está ali aquela porta, chame o director, que ele tem a chave” sem acenar a nada do que se pode encontrar para lá daquela porta.
        Num hospital, sei lá, lá se dizem em transições- olhe é preciso fechar a imunologia, porque a bicharada por lá é mais que muita e nada está imune. Neste caso, népias – ou porque sabiam bem de mais, ou bem de menos [e a julgar pelo calibre das maltas, deve ser muito da segunda, e um pouco da primeira]. Quantifica-se potênciais perdas, mas enquadradas na extracção de dados para as avaliações da Troika, que queria saber quanto eram os buracos até ai escondidos porque “não contavam para défices”.

        No meio destas palhaçadas, recorde-se que derivados tipo “SWAPs” que não para segurar juros, foram utilizados desastradamente e.g. em Italia [Lombardia] ou Grécia. Com uma preocupação em termos de julgamento politico e judicial ser para quem trouxe aquilo para casa – bancos, gestores- e eventualmente os politicos que deviam nunca ter autorizado aquelas broncas em entes sob sua supervisão.
        Neste caso, malha-se na cachopa que apanha com aquilo pelos dentes e que anda – mal ou bem- a tentar desinfectar os pivetes.

      • Jorg diz:

        Aparecem “novos capítulos, entre eles um dedicado a Instrumentos de Gestão de Risco Financeiro” com profusão de tabelas… Como ‘benchmarking’ de ‘accountability’ é bem pífio. A “análise de risco” (sic!) é referida com um calculo a partir de valores “markt-to-market” calculado sabe Deus como… Se a ministra, então secretária de Estado, tivesse a partir disto tomado as “decisões”, que hoje, e com tanto judicioso ‘hindsight’ julgamos oportunas, aí sim, deveria ser corrida.

        Esta “narrativa” prossegue apenas a cobertura diáfana da irresponsabilidade politica e de gestão que tornou tudo isto possível. Então os novos capítulo são só pertinentes em 2011? Porque não antes, e porque não, anualmente, se procedia a “reporting”, analise e previsão de ganhos/perdas assim como avançar (e executar) soluções técnicas enquadradas nas opções politicas, logo analisadas e avalizadas a nível de ministérios da tutelas?

  4. Filipe, o comentador Jorg já lhe indicou qual será a estratégia de Maria Luís Albuquerque. Não cola? Pois não, mas será mais do que suficiente para ela permanecer como ministra. Quando não há vergonha na cara, vale tudo, e é precisamente nesse ponto que nos encontramos.

    • fnvv diz:

      Não acredito, Carlos.
      Primeiro não sabia de nada.
      Depois Teixeira dos Santos afinal tinha informado Gaspar ( ok, não falava com Maria Luís sobre coisas sem importância, não é?)
      Depois o ex sec só falou com ela, nada de documentos
      Afinal há documentos.
      Só não cai se o PS tiver o rabo preso…

      • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

        Caro Filipe, é exacto: todos estão presos pelo respetivo rabinho (desconfio que gostam muito de tal)…
        O mais engraçado de tudo isto é o facto de que todos os envolvidos em contratos “swaps” (os tais que eram “tóxicos”), desde gestores públicos a secretários de Estado, terem sido compelidos a deixar os cargos correspondentes, excepto esta senhora que, “spin” mediático e proximidade do Láparo Primeiro-Sinistro à parte, só outorgou “swaps exóticos”: talvez essa definição benévola constante do relatório da Inspecção-Geral de Finanças sobre a matéria explique a permanência no cargo de inspector-geral do seu actual titular (nomeado no consulado do engenheiro-filósofo por Teixeira-dos-Bancos).

      • Filipe, creia-me: espero estar errado,

      • Depois das declarações de Maria Luís Albuquerque ao Jornal da Noite da Sic, retomo o que escrevi anteriormente: é a mais absoluta falta de vergonha na cara.

    • Jorg diz:

      Vergonha na cara deviam ter a chusma que plantou a cultura de calote onde medraram estes “SWAPs”. Um minimo de honra a Teixeira dos Santos, ao menos até agora, ainda se mantem a maior parte do tempo com as suas aulitas…

  5. XisPto diz:

    Calma, o bloco central é capaz de montar espectáculos cheios de golpes de teatro e finais surpreendentes em que todos fazem as pazes e o contribuinte paga. Para já decorre uma magnifica acção paralela, capaz de emocionar corações empedernidos e conduzir SL a um orgasmo, centrada sob o drama da sexy protagonista. Espero que o argumentista seja igualmente criativo relativamente às perdas potenciais que na véspera da tomada de posse ninguém conhecia…

  6. Daniel diz:

    Mudando um bocadinho o rumo da discussão, eu estranho o timing do aparecimento destes mails na lusa e pergunto-me se Paulo Portas porventura saberia da existência destes quando tomou a decisão de se demitir “irrevogavelmente” do governo. Se sim, e mesmo não confirmando-se a queda da ministra, não posso deixar de estar muito impressionado com o seu xadrez político e tiro o meu chapéu. Se, pelo contrario, foi tudo um golpe de sorte então ora bolas…

  7. henrique pereira dos santos diz:

    Filipe, sem a menor ponta de retórica e porque estou mesmo a tentar perceber. Maria Luís disse que na transição de pastas nada foi transmitido. Vamos deixar de lado a história de Teixeira dos Santos ter respondido a uma pergunta de Gaspar sobre o assunto que fica para depois. Em que é um conjunto de mails posteriores a este momento desmentem o que foi dito sobre este momento?

    • fnvv diz:

      Henrique,
      “Maria Luís Albuquerque tinha afirmado anteriormente que na pasta de transição nada constava sobre o tema e que “não havia qualquer documentação, nem nada de novo a transmitir, porque a informação tinha sido solicitada e apenas isso”, em declarações feitas a 1 de julho.”

      Ler mais: http://expresso.sapo.pt/ministra-das-financas-soube-dos-swaps-em-junho-de-2011=f822760#ixzz2a5wyRzTG
      Ou seja, na pasta física não havia nada. A info foi solicitada.
      1)Pois, o mundo mudou desde que Estaline ficava incomunicável quando ia para a Geórgia
      2) Foi solicitada e …respondida.
      Não insultando a sua inteligência, o que fica por saber é a razão deste número.

      • henrique pereira dos santos diz:

        Sim, em declarações feitas a um de julho de 2013 ela diz que a 27 ou 28 de Junho de 2012 (quando tomou posse) não havia nada e agora há uns mails a 29 de Junho de 2012 onde o assunto é começado a tratar (penso que li algures que de facto ela pediu informação sobre o assunto na primeira reunião com o tal senhor que lhe manda o mail, supondo eu que também li, mas não fui verificar e é muito vulgar formarem-se ideias na cabeça que não correspondem à realidade, que esse mail era a resposta ao que pediu). Pode insultar a minha inteligência à vontade, eu continuo sem perceber como um mail de 29 de Junho prova que ela sabia a 28 de Junho, é só isso.

      • henrique pereira dos santos diz:

        Aliás, Filipe, a essa luz de que o Governo anterior passou informação e etc., como explica estas estranhíssimas declarações, que raramente são citadas, apesar de fazerem parte da mesma audição de Costa Pina (nem discuto a fiabilidade da fonte, que como sabe é uma pessoa responsável por ocultar a situação financeira do país meses a fio, mas isso neste momento não interessa): http://economico.sapo.pt/noticias/costa-pina-alega-que-nao-sabia-de-contratos-especulativos_174092.html

      • fnvv diz:

        “A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, admitiu hoje ter recebido do ex-diretor-geral do Tesouro e Finanças, Pedro Felício, emails com informação sobre swaps, mas que esta era “insuficiente” para conhecer a “total dimensão do problema”.

        Ler mais: http://expresso.sapo.pt/maria-luis-continuo-a-dizer-que-nao-menti=f822851#ixzz2a8XBvTSE

        Esta era a mulher que dizia não ter recebido nada

        Por mim dou por encerrada a questão. Intelectualmente falando, sou livre graças a Deus.

      • XisPto diz:

        Por aí não dá nada. Nas declarações na comissão de inquérito, Costa Pina confirmou totalmente as declarações de Maria Luis. Quando o seu correlegionário Neto lhe pede para descrever em concreto a informação passada (verbalmente, claro) Costa Pina limita-se a dizer que o assunto foi referido na reunião e que o melhor era pedir informação ao Director-Geral que a andava a coligir, o que não deixa de ser interessante, porque essa informação a tinha solicitado ele para lhe ser fornecida em 30 dias. Parece evidente que, numa perspectiva “I did not have sex whit that womam” todos mentem: Teixeira dos Santos para quem “informação” seria o excel do trabalho de casa que a troika lhe passou para saber que responsabilidades contingentes andava a esquecer (ironia da história, mais uma vez a troika é quem fica bem na fotografia), Costa Pina para quem “informação” seria a que o DG teria e Maria Luis para quem “informação” é o plano de resolução(?) global do problema.

      • henrique pereira dos santos diz:

        Tão livre como eu, estou convencido. Disse que não tinha recebido nada na transição de pastas. Confirma que há uns mails depois da transição de pastas. Qual é a questão? Sugiro a página inteira que o Público tem hoje sobre o assunto. Penso que o Público é totalmente insuspeito de simpatias por este governo (incluindo a jornalista que escreve a peça). O Público anda às voltas e voltas procurando demonstrar omissões, imprecisões e etc., de Maria Luís. Cada um fará a leitura que entender sobre essas omissões e imprecisões. Mas tem as declarações transcritas e a sua confrontação com os factos conhecidos. O que conclui a jornalista? Que há uma versão diferente de uma reunião a sós, sem testemunhas, entre Maria Luís e Costa Pina. Um deles estará portanto a mentir. Quanto ao resto conclui que de facto não é possível dizer que Maria Luís mentiu (o que não equivale a dizer que é Costa Pina que mente, simplesmente, com os dados conhecidos, não é possível saber e suspeito que nunca será possível saber).

      • henrique pereira dos santos diz:

        Já agora, o Público diz que Maria Luís disse: “Na pasta de transição não constava qualquer menção sobre a questão dos derivados”. O Filipe diz que ela disse que não sabia nada do assunto. Tem alguma maneira de me indicar onde posso verificar esta sua afirmação?

      • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

        Caro Filipe, a senhora bem sabia dos ditos contratos “swaps” porque também outorgou alguns (os tais que só eram “exóticos”) quando foi dirigente da REFER e não podia ignorar como dirigente do IGCP (nomeada no consulado do engenheiro-filósofo e do Teixeira-dos-Bancos) a vigência dos outros (que não outorgara), MUITO ANTES de se tornar Secretária de Estado do Tesouro e Finanças do seu antigo aluno Láparo Primeiro-Sinistro.
        Jorg, o que é que V. não percebeu??? Precisa que lhe façam um desenho???

  8. Jorg diz:

    Como alguém já mencionou, nesta história anda-se a malhar no bombeiro, tomando por bons os testemunhos dos pirómanos.
    Boa noite e boa sorte

    • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

      Caro Jorg, faço-lhe aqui o tal desenho: aqueles a que chama “bombeiros” também são (ou foram) “pirómanos”, pois basta seguir o rasto deixado pelos despachos das respectivas nomeações…

      • Jorg diz:

        Cole-o na sua distinta testa para as suas digressões proselitas. Use papel inteligente, com acesso Wi-FI, para permitir com toque térmico, carregar os PDFs dos ditos “despachos”. Não só se efectiva eficiência de comunicação, mas verá o quanto cresce o numero de amigos no Facebock,.. ou book….

  9. henrique pereira dos santos diz:

    ““A primeira vez que o TdC levantou esta questão, aqui del’rei. Houve gestores que vieram dizer o que é que o TdC tinha a ver com isto. Diziam que estavam a ganhar dinheiro. (…) Os relatórios do TdC dizem que o que foi ganho foi muito perdido às vezes o dobro, o triplo daquilo que foi ganho, portanto era um mau investimento”, disse Oliveira Martins, acrescentando que os gestores “têm de ser responsabilidades porque estão a tratar com dinheiro que é nosso”.”
    Olha, olha, afinal já havia pessoas a chiar por causa do assunto desde 2008? E o tribunal de contas quer responsabilizar os responsáveis?
    A coisa afinal vai ficando clara, e percebe-se melhor por que razão, ao fim de dois anos de completo mutismo, Teixeira dos Santos resolveu abrir a boca.
    E percebe-se também a violência do ataque a Maria Luís, mesmo que as bases objectivas desse ataque sejam muito frágeis.
    O que me preocupa é o estado de degradação do debate público que faz com que pessoas independentes como o Filipe acabem a perfilhar teses que só existem por serem quase unanimente repetidas, apesar de manifestamente não coincidirem com os dados.
    http://www.publico.pt/economia/noticia/oliveira-martins-gestores-devem-ser-responsabilizados-no-ambito-dos-swaps-1601383

    • fnvv diz:

      Não partilho tese nenhuma nem sou nenhum aleijadinho a quem enfiam papas.
      Pela última vez: MLA disse que não sabia nada, depois disse que foi de boca, depois havia documentos, depois os docs não eram completos.
      A minha opinião sobre estes comportamentos não muda consoante há setas ou rosas.

    • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

      Caro Henrique, quando refere “Oliveira Martins” estará porventura a pensar naquele senhor que vive à sombra do respectivo apelido, que foi ministro das Finanças do Alto-Refugiado das Nações Unidas e que foi “vice” de Rui Machete no Conselho de Supervisão da SLN?

  10. caramelo diz:

    Os bombeiros e os pirómanos.
    Nós temos um tipo especial de bombeiros radicais. Quando toca a sirene no quartel, correm para a barragem mais próxima e abrem as comportas de par em par, nada de mangueiras para não se perder tempo.

    E agora, porque estamos de férias, um fait divers,

    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/meio-milhao-nao-recebe-subsidio

    Nada de sustos. São problemas do povo daquele pequeno aglomerado da periferia da periferia, não tem nada a ver connosco.

  11. Miguel diz:

    Isto continua na onda Groucho. Uma senhora é interrogada a propósito de um assassínio: então, não viu o assassino escapar pela janela? Não, senhor. Tem a certeza? Absoluta. Mais tarde foi encontrada uma fotografia do assassino a sair pela porta na máquina fotográfica da senhora. Então, a senhora mentiu. Não, senhor juiz, reafirmo que não menti, eu apenas disse que não vi o assassino sair pela janela, ninguém me perguntou se ele tinha saído pela porta. Indeed.

    • fnvv diz:

      tiro de .416 Rigby soft point

    • XisPto diz:

      Tem piada, e depois? Enquanto nessa história porta e janela são equivalentes, na vida real uma listagem de contratos conhecida desde 2008 não é o mesmo do que uma análise que fundamente uma estratégia de resolução contratual. É a diferença entre a vida real e o divino Marx.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: