Betocchi/João Lúcio

Pasolini, o pazzo, admirava-o. Um  hermético nascido em Turim, 1899. Apresentemos-lhe João Lúcio ( já por aqui andou), que Pascoaes considerava o único do seu tempo á sua altura. Críptico e abstracto, um hermético palavroso, mas exigente.

Betocchi ( Poesie, 1955): o avançar do céu sobre a parede destruída. Magnífico:

Non è vero che hanno distrutto

le case, non è vero:

solo è vero in quel muro diruto

l’avanzarsi del cielo.

João Lúcio  (Na  Asa do Sonho 1913)  usa a síntese em cima da navalha  arrebatada. Final belíssimo:

Na tristeza da noite, sacudida

P’lo soluço do vento amargurado,

Fana a lua de cera, emurchecida,

Como a flor dum ramo mutilado

FNV

Anúncios

2 thoughts on “Betocchi/João Lúcio

  1. Jorg diz:

    Acho que o Pasolini era designado por ‘pazzo’, e.g. quando anunciava o fim do humanismo “as we know it”… Uma derivção antroponímica também desvenda, para o plural, uma familia que não gostava nada dos Medici……

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: