Piropos.

Agora que o Bloco de Esquerda pretende suscitar a penalização do piropo, parece-me ter chegado a altura de revelar aos leitores uma lista de ápodos sexistas recolhidos na área da Naval Rocha, entre Santos e Alcântara, desde o princípio do ano. A mudança da agência em que trabalho para a região talvez tenha estimulado a criatividade dos trolhas contratados pelo estaleiro. Agradeço às minhas colegas e colaboradoras o escrúpulo com que recolheram a meu pedido este pequeno espólio chistoso, por vezes pondo em risco a sua própria virtude, o qual vos apresento em seguida invocando os mais altos valores da cultura cívica e da harmonia entre os sexos, por ordem crescente de preferência:

16. Ficam-te bem. Mas eu ficava-te melhor!

15. Ó jóia, anda, cá ao ourives.

14. Ó filha, anda cá que o pai unta-te!

13. Deves ser mais apertadinha que os rebites de um submarino!

12. Abençoada maezinha, que fez uma coisa tão boa.

11. Tanta carne e eu em jejum!…

10. Fazia-te um vestidinho de saliva!

9. Havia de chover mármore em Tavira!…

8. Lindas pernas. A que horas abrem?

7. Lindo decote. Se cair, já sei onde me agarro…

6. Que curvas! E eu sem travões…

5. Diz-me como te chamas, para eu te pedir ao Menino Jesus!

4. Anda cá, para eu te fazer uma sessão de raboterapia…

3. Posso pagar-te um copo, ou preferes o dinheiro?

2. Ó flor, deixas pôr?

1. És como o helicóptero: gira e boa.

Luis M. Jorge

Anúncios

19 thoughts on “Piropos.

  1. no bloco não apreciam a boa literatura nacional diz:

    8. Lindas pernas. A que horas abrem?;10. Fazia-te um vestidinho de saliva! – isto não é um piropo, isto é poesia!

    2. Ó flor, deixas pôr? – mensagem directa e incisiva; sim ou não; se sim é avançar, se não, parte-se para outra!

    11. Tanta carne e eu em jejum!; 5. Diz-me como te chamas, para eu te pedir ao Menino Jesus; 12. Abençoada maezinha, que fez uma coisa tão boa.! – portugal, um país católico de virtudes fortes onde a família está sempre em primeiro lugar!!

    9. Havia de chover mármore em Tavira! – não percebo…. nunca fui a tavira.. ou então sou um ser inocente e ingénuo, como as raparigas do bloco…

  2. Bone diz:

    piropo |ô| s. m. [Popular] Galanteio; elogio; frase amável ou lisonjeira dirigida a alguém. Posto isto, só a mentalidade grunha e sexista reinante chamaria a este tipo de bocas piropos. Não me espantaria muito que um belo dia insultos deste teor dirigidos a homossexuais fossem socialmente censurados (ah, já são?!) enquanto as mulheres continuam a ter que suportar, sem apelo nem agravo pelos vistos, ser reduzidas a cloacas por onde a miséria masculina se arroga o direito de verter os seus excrementos verbais.

    • Também eu me sinto profundamente chocado com as manifestações que refere. Por isso aqui depositei este importante testemunho, esperando corrigir os maus hábitos das nossas classes baixas.

    • fnvv diz:

      humm…estive a ouvir as bloquistas, ontem, na TV, e elas dizem que mesmo o mais belo galanteio é assédio, porque “não pediram opinião”.
      O seu argumento é, portanto, capcioso: belos ou fecais, o Bloco quer proibir ( enfim, nem sei se é isso mas são últimos segundos que dedico ao assunto) todos.

      • Bone diz:

        Seria se eu seguisse alguma cartilha, não sigo, muito menos a da esquerda caviar. Apenas acho curiosa a leveza com que este tema é tratado por alguns bem-pensantes que noutras causas, fracturantes, é assim que se diz, não é?, se mostram bem menos tolerantes com a imperfeição humana.

      • Um flagelo, esses bem-pensantes fracturantes e tolerantes. Onde já se viu trazerem curiosas levezas para dentro de um blog? Ainda bem que temos por cá a Bone, pronta a defender as mulheres dos “excrementos verbais” com que são reduzidas a “cloacas” pela “miséria masculina” (e haverá algo, nos homens, que não seja miserável?).

    • Bone diz:

      Vejo que afinal lhe repugna a escatologia. A mim também.

  3. Pedro diz:

    Nem posso imaginar o sofrimento que este inquérito lhe deve ter causado e até por isso agradeço o levantamento etnográfico e o esforço interpretativo (a metáfora de Tavira, nomeadamente).

  4. Miguel diz:

    ” afirmar-lh, sem dúvida nenhuma, q é um ordinário e um idiota. se é feio ou bonito e s presta para alguma coisa q ñ seja conversar consigo só consigo dizer com foto.” 0 citação da f. dp Jugular

    Agora imagina lá uma tipa que passa ao lado dos andaimes, ouve uma dessas “etnografias”, nem olha e responde isto. A seguir passamos à batatada? (e se for na América e ela trouxer um revolver na mala?) Já estou a imaginar uns gags porreiros. (Viva os costumes populares)

    E aqui está a riqueza da cultura popular:

  5. Miguel diz:

    Visto de outro ângulo:

    • Nuno Vasto diz:

      Miguel, desculpe lá mas vc nao percebeu nada, isto não é non-sense, o que ela queria era guito!

      • Miguel diz:

        Talvez, mas ainda fica por saber quantos dos dezassete poetas acima era homem para o gastar com a mocinha.

        Por outro, toda esta cena me faz lembrar aquele reclame antigo (com a devida adaptação): “e eu a vê-las passar…”

  6. henedina diz:

    “Que curvas! E eu sem travões…”Gosto desta mas o BE tem razão. Tem de ser penalizado. É contra o código da estrada andar na rua sem travões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: