O rigor, a planificação, o método

Também pode não ter consequências naufragar no meio do Pacífico.

FNV

Anúncios

7 thoughts on “O rigor, a planificação, o método

  1. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Filipe, os nossos (des)governantes “liberalóides” (não confundir com os liberais, cujo bom nome não deve ser manchado por este “gang” de arrivistas doutrineiros) sempre gostaram de misturar alhos com bugalhos: é jeito que lhes vem daquela época na “Jota” em que colavam cartazes com cuspo…

  2. vortex diz:

    na minha 2ª classe em 1938/9 a mesma sala de aulas tinha um só Prof. e alunos das 4 classes.
    dois licenciaram-se. os Prof eram gente séria. não pertenciam ao grupo dos nojeiras

    • fnvv diz:

      Sim e em 1938/9 o computador era uma miragem, o transplante cardio uma alucinação etc etc.
      Vc vale mais do que isso…

      • vortex diz:

        Meu Caro
        por essa altura tínhamos agricultura biológica,o gado não bebia água de Almaraz como em 81, nem comíamos tordos de Chernobil
        ainda Moustaki não cantava «la révolution permanente’ na canção ‘sans la nommer’
        c’a biche

      • caramelo diz:

        Sim, nessa altura a taxa de mortalidade infantil era grande e a esperança de vida era baixa, mas os que sobreviviam à nascença (todos chegavam a nascer, porque não havia abortos ou fazedoras de anjos, ao contrário do que diz a propaganda xuxa), e enquanto não morriam como tordos com o tifo, cólera, cancro e tuberculose com a merda biológica e não biológica que corria livre ou o pó das minas, ó ai ó linda, tinham uma vida intensa a degustar comida biológica. Mas cá estamos nós, porque sobreviveram muitos para contar e muitos deixaram semente para comentar estes disparates. Eu não sei se o vortex é mesmo ignorante ou finge que é ignorante. Por caridade, e em homenagem à excelente educação que havia na altura, prefiro pensar que é deliberado. Conquentão, dois licenciados, heim? Houve foguetes e procissão na aldeia e ainda não se fala lá noutra coisa.

  3. caramelo diz:

    Má vontade tua. É apenas necessária a natural “capacidade de adaptação” dos seres vivos, mas agora em processo um pouco mais acelerado, até à próxima segunda-feira. Tá a mexer esse rabo, ó pategos, artigo 1º do memorando da troika. Estás no meio do pacífico e o barco furou? Faz muita força, que te crescem rapidamente guelras e barbatanas. Deixaste de comer bifes todos os dias, és agora vegetariano, e queres comer os rebentos tenrinhos no topo daquela árvore? Só tens que esticar o pescoço depressa. Aliás, a espécie já teve essas faculdades e perdeu-as. Houve até dois alunos que se licenciaram na sala do vortex. Um dia, (para o ano) um professor conseguirá ajudar o deputado Pedro Lince a montar legos, num canto da sala, ao mesmo tempo que orienta doutoramentos no outro canto da sala.

  4. vortex diz:

    afunda-se o falido Titanic
    ao som da maravilhosa música de esquerda

    devia ter escrito ‘ça’

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: