Contratempo ( XIX)

O que dizer? Algumas coisas.

A generosidade do homem foi momentânea? Não sabemos. Foi generoso? Talvez não, talvez apenas justo. A sociedade terá  em conta  isto, ou a dura lei tomará a deixa do inesquecível Mário -Henrique Leiria:  Para a frente, meus filhos. A pátria nos contempla  e o passado nos espera.

FNV

Anúncios

4 thoughts on “Contratempo ( XIX)

  1. caramelo diz:

    Foi impulse, uma coisa que dá em pequenos e médios proxenetas. Só um génio do crime teria, nessas circunstâncias, a insensibilidade, frieza e capacidade de análise para prever as consequências e decidir passar ao largo. O tribunal já não pode fazer grande coisa, porque a sentença já estava dada, mas a “sociedade” vai ser generosa, incluindo aqueles que com ele partilharão o recreio da prisão.

  2. vortex diz:

    pensei que se referiam ao ‘Jazuz’.
    os encarnados andam a branquear a sua actividade ‘anti-bófia’

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: