Contratempo ( XX)

Em Chorosa, Cantanhede,  a arruada de um candidato à Junta de Febres passava em frente de  uma casa. O dono,  atacado pela matacanha, disparou dois tiros para o ar: ” Não quero barulho à minha porta”, terá dito.

O nosso homem aprecia o sosssego e serei o último a criticá-lo. Podemos  imaginá-lo, vindo da horta, agora sentado na mesa da cozinha, a puxar da navalha para  cortar em quatro um figo pingo-de-mel. O que o irritou mesmo? O som ou a figura do proxenos, alheio às necessidades do nosso comedor de figos?

E o tiro. Não um berro, ou algodão nos ouvidos. Um  tiro. Como nas rolas.

FNV

Anúncios

3 thoughts on “Contratempo ( XX)

  1. caramelo diz:

    Ó Febres, Febres, terra de encanto, cantava a minha avó. Sentado à mesa da cozinha a cortar em quatro um figo pingo de mel, hein? Tu tens jeito. Com as devidas adaptações, lembrei-me de uma cena do Uma Abelha na Chuva (o filme), só aí falta a Laura Soveral debruçada sobre o seu homem (acabou por levar uma estalada). Eu só acrescentaria um copito de vinho a acompanhar o figo.

  2. vortex diz:

    quantos tiveram de comprar fraldas de incontinente?

  3. manuel.m diz:

    A matacanha afectou-lhe o comportamento porque o fulano pensava com os pés.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: