da série ” o som e a fúria”

“Por muitas voltas que se dêem, o problema principal reside no enorme desgaste dos partidos, que perderam capacidade de representação e de identificação. Os partidos estão demasiado centrados em si próprios, nos seus dramas internos e nas carreiras dos seus dirigentes. Estão fechados à sociedade civil, impermeáveis à sua influência, procurando apenas aproveitar as últimas gotas que exalam do exangue aparelho de estado. Os partidos – em especial, os partidos do arco da governação – resumem a sua vida à inércia dos respectivos aparelhos, reproduzindo na vida pública todos os tiques do seu ácido borbulhar interno. Essa imersão nas disputas e nos ajustes internos tolda-lhes a visão das angústias e dos anseios das populações e condena-os, primeiramente, à indiferença e, muito em breve, à hostilidade. Está, por isso, rotundamente enganado quem julga que o perigo – o perigo para democracia – vem dos independentes e das suas listas. O perigo vem da displicência dos partidos, quando perdem a noção do serviço público e do interesse geral.”

Paulo Rangel, no Público de hoje (vale a pena ler o artigo todo).

PP

Anúncios

10 thoughts on “da série ” o som e a fúria”

  1. fnvv diz:

    Ele era apoiante do Meneses do porco no espeto e do João Vieira Pinto, não era?

  2. ppicoito diz:

    Consta que não.

    • fnvv diz:

      Constava que sim:
      http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=2848935:
      Questionado sobre se Luís Filipe Menezes encaixa no perfil aprovado, Ricardo Almeida considerou que sim uma vez que o presidente da Câmara de Gaia “sempre foi um bom gestor das finanças públicas” e sublinhou que, nos últimos 15 anos, “o dinheiro público em Gaia foi muito bem gasto” e que “vai continuar a ser muito bem gasto na Câmara Municipal do Porto”.

      Presente esteve também o eurodeputado e ex-candidato à liderança do PSD, Paulo Rangel, que salientou aos jornalistas a “mudança importante” de se ter incluído no perfil “que era preciso um candidato que usasse devidamente os dinheiros públicos”.

      • ppicoito diz:

        não sabia disso. O que me dizem as minhas fontes no Porto é que Rangel era um dos apoiantes discretos de Moreira. Talvez tenha mudado de opinião. Em todo o caso, e verdade que a vitória de Rui Moreira tem mesmo um significado fundacional. É a primeira vez que um independente ganha uma grande cidade e isso vai obrigar os partidos a mudar.

  3. IsabelPS diz:

    Além disso, diz o Jornal de Negócios (não li o artigo original):

    “E, por isso, assumindo que por respeito partidário não votou Rui Moreira, fala na vitória deste independente no Porto como tendo “um significado fundacional”.”

    Estamos conversados quanto à noção do serviço público e do interesse geral versus respeito partidário.

    • Carlos Duarte diz:

      É… por mais que concorde com o texto, não diz a cara com a careta. Se pensasse realmente isso, nunca apoiaria LFM. Poderia – e aqui pelo tal “respeito partidário” – abster-se de declarar um apoio, mas ficaria por aí.

  4. josé serra diz:

    citemos por completo o JN: «Presente esteve também o eurodeputado e ex-candidato à liderança do PSD, Paulo Rangel, que salientou aos jornalistas a “mudança importante” de se ter incluído no perfil “que era preciso um candidato que usasse devidamente os dinheiros públicos”.

    “O PSD não pode estar no Governo a pedir estes sacrifícios que pede aos portugueses e depois ter um perfil de candidato em que o cuidado com as finanças públicas, que foi uma bandeira de sempre do Porto (…), fosse abandonada. Isso não podia ser”, considerou.

    Na opinião de Paulo Rangel “foi errado aprovar o perfil hoje” porque “neste momento os portugueses não estão ainda preocupados com as eleições autárquicas” e não se devia “distrair as atenções dos portugueses daquela que é a questão fundamental”.

    “Eu acho que é muito cedo e vai fragilizar o PSD”, alertou.»

    não sei se se pode inferir que rangel apoiou o menezes. mas enfim…

  5. josé serra diz:

    não há almoços grátis: aos 1′ 24” http://videos.sapo.pt/uOZZv2RQoytGIzu256Qz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: