Abstenção

É verosímil considerar que as nossas sociedades e as suas instituições têm sido muito mais vítimas de utopias ativistas, dos participativos, dos reformadores apressados convictos (basta olhar para o sistema de ensino) do que daqueles que muitas vezes optam por estar quietos e calados, dos que seguem as suas rotinas e responsabilidades quotidianas, dos que, com as suas atitudes, sabem dar espaço para que a sociedade e o sistema político respirem com alguma tranquilidade.

Um bom texto na linha hirschmaniana da vantagem dos interesses sobre  as paixões. Se, no entanto, reduzíssemos o exercício ao laboratório de psicologia social – como fazemos com as lideranças, as minorias, o conformismo etc – teríamos um problema. Imagine-se um grupo experimental de vinte sujeitos, dezoito dos quais  desistem de participar nas resoluções colectivas. O tal  respirar do grupo ficaria comprometido e vulnerável aos tais reformistas apressados  (ou fanáticos).  É o que acontece nas situações experimentais em que induzimos baixa participação para comparar os efeitos das estratégias das minorias ( fiz várias dessas aos meus alunos) . Sei que é um artíficio  laboratorial, mas prenuncia uma possibilidade  razoável.

FNV

Anúncios

3 thoughts on “Abstenção

  1. Joaquim Carlos Santos diz:

    Pois prenuncia. Veremos nas próximas Europeias o cavar acelerado do abstencionismo sistémico, a preferência pelo Vazio e a Neutralidade Democráticos.

  2. um fotógrafo que não é Bresson diz:

    Que fica? O desenho simples de Kertész.

  3. jj.amarante diz:

    Existe actualmente uma abstenção que já ouvi classificar de “técnica”, que deriva da dificuldade de remover os mortos dos cadernos eleitorais e da dificuldade em votar por correspondência, o que faz que num país de emigração como voltou a ser o nosso, muita da abstenção se deva a uma impossibilidade prática de votar e não forçosamente a uma falta de interesse. Já sugeri à Fundação Manuel dos Santos que fizesse uma estimativa dessa “abstenção técnica” mas consideraram o tema como não se enquadrando nas sua missão ou, enfim, com pouco interesse.

Deixe uma Resposta para Joaquim Carlos Santos Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: