Apologias de Sócas.

A reabilitação de Sócrates segue o guião do costume. Um ano ou dois a estudar línguas e outro a fazer crochet no comentário político. Corta para entrevista a pasquim e preito da corte viçosa, a Ferreira Alves em êxtase, mon ami Sousa Tavares à espadeirada, etc. Loas ao PEC IV, ao campeão dos pobrezinhos e assim. Falta o tomo encadernado de memórias mas, vejamos, o homem não é Nixon — quatro ou cinco citações de “filósofos” e bacalhau basta.

Quem fugiu ao retrato de família? Campos e Cunha, evidentemente. O tipo que abandonou o Governo por discordar dos “investimentos prioritários”. Lembram-se?

o titular das Finanças foi uma espécie de travão no processo de elaboração desse projecto, exigindo uma redução dos valores financeiros envolvidos e, mais recentemente, colocando reticências à bondade de alguns investimentos. (…) as divergências no seio do Executivo tinham também a ver com a forma como estes grandes investimentos (entre eles, o aeroporto da Ota e o TGV) deveriam ser geridos. Na terça-feira, Campos e Cunha disse no Parlamento que os grandes investimentos, como a OTA e o TGV, ainda teriam de ser avaliados. Mas ontem de manhã, no mesmo local, Mário Lino (Obras Públicas) afirmou que a decisão política já estava tomada.

Também Campos e Cunha deu esta semana uma entrevista, de que ninguém falou. É natural. Há prioridades.

Luis M. Jorge

Anúncios

10 thoughts on “Apologias de Sócas.

  1. fnvv diz:

    oportuno, stôr Jorge, oportuno…bem lembrado

  2. Miguel diz:

    Existem muitos pretextos para criticar o Sócrates, e seria ridículo vê-lo “de volta” em 2015. Mas o aeroporto não é um deles. Um país que, ao fim de décadas de estudos, não consegue construir um novo aeroporto para servir a capital (e continua a ter aquela coisa dentro da cidade) não é um país, é um sítio.

  3. XisPto diz:

    Uma vez, fez um comentário azedo dizendo que eu só tinha escrito algo porque não sabia o que vc já havia escrito sobre Sócrates. Era verdade e confirmo-o agora. Desculpas renovadas.

  4. Muito bem lembrado, Luís.

  5. M. Martins diz:

    Estamos melhor com os “pistoleiros” não estamos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: