Síndrome de Estocolmo.

Uma acção de apoio à troika (…) está marcada para esta segunda-feira, às 18 horas, na Praça dos Restauradores, em Lisboa. O objectivo é “agradecer a ajuda, no sentido de mostrarmos que Portugal tem de mostrar o seu reconhecimento por uma ajuda que os portugueses podem aproveitar”, explicou (…) Rita Ferreira de Vasconcelos, uma das organizadoras.

A Maria Teixeira Alves ainda não confirmou a presença.

Luis M. Jorge

Anúncios

19 thoughts on “Síndrome de Estocolmo.

  1. Lol
    Não fará parte da organização…?

    • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

      Caro Carlos, por certo a nossa inefável MTA (não confundi-la com a criancinha loura de olhos azuis recentemente descoberta no meio dos ciganos da Tessália) lá estará; senão leia-se a sua pérola distinta sobre essa outra loura de fabrico nacional (e o que é nacional é bom):
      «Maria Luís Albuquerque, é simples, despretensiosa, tem uma inteligência desconcertante, é educada, é mulher, não tem apoio dos lobbys, e tem poder.»

  2. Mas, Luís M. Jorge, de certeza que a Maria fará o relato glorioso desta manifestação.
    Cumprimentos.

  3. caramelo diz:

    Ná, a realidade não é tão criativa… isto não será uma cena organizada pelo maluco do Manel João Veira?

  4. great post (sei do que falo, sou filha de um oficial técnico que lidou com amianto na década de setenta e soube qual seria a sua morte quando morreu o terceiro do grupo).

  5. chukcha diz:

    Pelos vistos é somente marketing político, e do melhor!

  6. caramelo diz:

    Se estivéssemos em Lisboa, eu e o meu filho aderíamos à manif e estendíamos uma faixa: “Sou viciado em picanha e estraguei o futuro ao meu filho. Por favor, levem-no para a Alemanha, para ele aprender a ser honesto a apertar porcas na Volkswagen”. Tanta oportunidade para se divertirem em Lisboa e não aproveitam, cambada de atados.

  7. MTA diz:

    Não estava em Portugal, lamento.
    A troika, ainda vamos ter saudades dela 🙂

    • Leitor diz:

      Olhe que os senhores não se lembraram que “Expenditure-based consolidations have larger impact multipliers than revenue-based consolidations.” Porque o que eles querem “Austerity measures reduce domestic imports. For partner countries this means lower export demand. This demand effect can be reinforced by competiveness effects.Consolidations are deflationary, and improve competiveness in the consolidating country(an increase in real effective exchange rate is a depreciation).”. Mas quando todos fazem o mesmo dá buraco “The deflationary impact of the shocks leads to an improvement in competitiveness, but while this could help to boosts exports if one country was acting alone, under EA-wide consolidations these benefits are partly lost.”
      Isso sem falar no problema do impacto deflacionário prejudicar a evolução da dívida.
      Mais detalhes aqui http://ec.europa.eu/economy_finance/publications/economic_paper/2013/pdf/ecp506_en.pdf , isto deve ser o mais próximo que a CE chega de uma contrição, o FMI é mais directo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: