É uma pena

Que o Bloco não tenha  ouvido  o  Daniel de Oliveira: talvez não tivesse oferecido o país a Passos  e Portas.

FNV

Anúncios

23 thoughts on “É uma pena

  1. vortex diz:

    o ‘Terreiro da Erva’ já não existe,
    mas frequentadas e frequentadores continuam mentalmente no local

  2. joshua diz:

    É pena. Em vez de termos falido de mansinho, teríamos falido com mais pompa, com ainda mais dívida e ainda mais Estado Socialista e os seus longos e antigos tentáculos no Aparelho de Estado, entre um Noronha e um Pinto Monteiro.

    Lindo.

  3. Não me pronuncio sobre Sócrates (já o fiz no meu canto), mas, reportando-me à conclusão de Daniel Oliveira, digo isto: é impressionante que alguém considere que a mesma pessoa não pode cometer um pequenos e um grande pecado, em simultâneo ou cada qual cada a seu tempo. Das duas, uma: ou é desconhecimento da natureza humana ou é tomar os outros por parvos.
    Acrescento que seria bom alguém ter a coragem de dizer frontalmente algo como isto: «Estava farto de Sócrates e queria vê-lo pela costas, nem que isso implicasse a subida de Passos Coelho ao poder; e, efectivamente, avaliei mal Passos Coelho».
    O Filipe lembrar-se-á, certamente, de como Mário Soares, na fase final dos governos de Sócrates, se referia a Passos Coelho: «Conheço Pedro Passos Coelho e considero-o um homem muito sensato, lúcido e com um grande sentido de Estado» [http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1570949]); agora é o que se vê. Eu, se tivesse votado em Passos Coelho, sentir-me-ia enganado também por Mário Soares.

  4. josé serra diz:

    o daniel oliveira vai asinha em busca daquilo que sempre quis: poleiro. filipe, vês como sou simplista? para dizer o que o DO diz são precisas 3 coisas:
    1) uma borracha para apagar as marotices políticas do sócrates;
    2) criticar mas sempre minimizando ( «Como escrevi, irritando até muitas pessoas de esquerda, em Outubro de 2010, ainda Sócrates era primeiro-ministro: “São sempre tão simples os dilemas nacionais: encontra-se um vilão, espera-se um salvador. Sócrates foi um péssimo primeiro-ministro? Seria o último a negá-lo» – que raça, não podia dizer: «seria o primeiro a afirmá-lo»? não, não podia);
    3) esqueci-me…

    e sim, concordo com o carlos azevedo.

    • fnvv diz:

      O Montero vai levar uma trancada e sair lesionado antes dos 20m.

    • fnvv diz:

      Não sei se DO quer poleiro ou alpista, não vejo as opiniões de todos sempre com reserva mental.
      O que sei é que o Bloco ( o PCP não conta nesta matéria, vota qualquer moção dederrube de governo) alinhou com o aparelho passista.

      • josé serra diz:

        sim, não ver as opiniões de todos com reserva mental não é para todos, só para uma elite esclarecida.
        o bloco alinhou porque o bloco é sempre do contra… logo esteve do lado de todos os que tb o eram.
        agora, o DO guina há já algum tempo na direção do ps. fica-lhe bem: ainda havemos de o ver secretário de estado de qualquer coisa. escreve o que te digo.

        o montero sai lesionado aos 20 minutos depois de ter marcado dois golos…

      • fnvv diz:

        Achas-me da elite esclarecida? Óptimo, fico muito contente.

  5. caramelo diz:

    Eu acho que é público que o DO tinha muitas dissidências com o Louçã e ele próprio já se fartou de escrever sobre isso. Talvez então não tenha tido grande influência no derrube do Sócrates. Mas, arrependido ou não, o mais importante mesmo é ler o que o DO escreve. Para mim, raia o surrealismo o ódio generalizado ao Sócrates e ele adianta algumas explicações. Tenta também colocar as coisas sobre perspectiva, fazer um resumo histórico da época, tanto a nível interno, como internacional. Porque é que não se poderá discutir isto serenamente, ponto a ponto? Mesmo não se percebendo de economia, não haverá uma reserva de bom senso que ilumine o assunto e dê algumas respostas?

  6. josé serra diz:

    não te acho, filipe, mas às vezes portas-te 😉 ora, reservas mentais todos temos. abraço

    • fnvv diz:

      Quem dá e volta a tirar ao Inferno vai parar.
      abraço tipo Montero no Estalero

      • josé serra diz:

        pões-te a jeito e é no que dá. 😉
        ainda não disseste uma palavrinha sobre osa resultados das nobres eleições da opp… um folhetim só visto.
        abraço tipo «os 9 milhões pelo roberto, afinal, sempre valeram um golito… a posteriori»

      • fnvv diz:

        Ouve: O Montero não chega aos 20 minutos.

  7. josé serra diz:

    é provável, sim. mas o paulinho santos já não deixou de jogar? 😉

  8. Bone diz:

    Sejam quais forem as suas razões, DO tem razão. É irracional o ódio suscitado por Sócrates, só comparável em intensidade ao ódio imbecil aos “comunas” que ainda subsiste em certos meios e talvez a algumas animosidades futebolísticas. Talvez seja realmente um caso psicanalítico, décadas de salazarismo afectam a saúde mental de um povo. Percebo que a Passos Coelho tenha sido dado o benefício da dúvida, mas um bocadinho de lógica levaria a que após 2 anos de desgoverno alimentasse ao menos o mesmo nível de animosidade de Sócrates. Merecia-o sem dúvida muito mais, é mais incompetente, mais incoerente, menos corajoso, tem conduzido alegremente o país para o abismo e tem até um currículo profissional que pede meças ao de Sócrates.

    • fnvv diz:

      Não preciso de Salazar para nada para ser anticomunista ( em Portugal, não: já votei PCP 3 vezes), antifascista e antinazi.
      Quanto à psicanálise, bem , aplica-se ao termo facho, usado desde 74 em condições muito criativas.

      • Bone diz:

        A referência à psicanálise tinha que ver com a irracionalidade dos afectos e não com o alvo, comunas, fachos, pretos, ciganos, homossexuais, e por aí fora, o que me inquieta é o mecanismo, a assustadora psicologia das multidões e penso que o ódio a Sócrates passa um bocadinho por aí. Mas parece que despertei algum fantasma de verões passados e não foi intencional. Saiba que facho para mim é apenas um farol que ilumina, não tem outras conotações. Caso contrário, teria certamente incluído no exemplo o ódio aos “fachos”, pois oponho-me a todo o tipo de maniqueísmo. Mas confesso que facho não faz realmente parte do meu imaginário, de onde eu venho não há fachos, só pessoas de bem e, claro, comunas, os tais que comiam criancinhas ao pequeno-almoço. Imagino que tenhamos coordenadas geográficas e temporais diferentes.

      • fnvv diz:

        Verões passdos? ehehhe tinha nove anos no de 75 ( deixe lá a psi, se bem me lembro vc nem gosta)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: