A agulha e o dedal

Já soltavam gritinhos, mas o capital não é burro.

FNV

Anúncios

2 thoughts on “A agulha e o dedal

  1. E eu que me pelo sempre por uma censurazinha cretina dos merceeiros… O que eu me ri há alguns anos atrás com a censura à Casa Dos Budas Ditosos do Ubaldo Ribeiro.

  2. Antonio diz:

    qq dia também começa a vender batatas podres…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: