Liberais da Horta (2).

O Filipe sublinha a incoerência ideológica, eu relevo a coerência dos interesses. O que ocorre desde a Expo 98, talvez antes, é a simbiose total entre as estruturas partidárias e um punhado de empresas — um saque às esferas de acção do Estado com potencial lucrativo, que se interpreta melhor sector a sector. O PS ficou com as estradas. O PSD ficará com os hospitais e com as escolas. Depois vem a ideologia para disfarçar: o “investimento público” versus a “liberdade de escolha”, etc.

Na comunicação social o fenómeno origina perversas caricaturas. Por exemplo, as mesmas pessoas que esvaziaram o ensino público de recursos e de qualquer medida de eficiência (como fez este Governo quando escapou ao controlo dos relatórios PISA da OCDE), tentam agora celebrar a qualidade comparativa das escolas privadas.

Há uns anos aconteceu algo divertido em várias empresas públicas: após terem prejuízos durante décadas, para “provar” que eram ruinosas, começaram a dar dinheiro quando já estava marcada a privatização. Poucas pessoas notam que gerir mal pode ser tão útil como gerir bem uma empresa.

Luis M. Jorge

One thought on “Liberais da Horta (2).

  1. henedina diz:

    Acho que vou emigrar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: