Good luck.

O João Miranda ficou tão alentado com a retoma (o tal milagre de 0,2%) que se pôs a vasculhar os arquivos do Declínio buscando provas incriminadoras da minha adesão à tese da espiral recessiva. Deviam existir compensações para quem passa horas de rabo para o ar mas, hélas, o João só encontrou um rodapé escrito a 11 de Abril com trechos da doutora Manela.

Estas manifestações de ansiedade patarata merecem a indulgência caridosa dos leitores. O trimestre é curto, como a vida de um moscardo. E depois pode ser tarde.

Luis M. Jorge

8 thoughts on “Good luck.

  1. p D s diz:

    a “merd*” da conversa da retoma…já me tá cá a parecer que ainda vai servir de argumentário para qualquer alarvidade do tipo:

    “Como já estamos em retoma, e a crescer…
    o governo decreta que as taxas de bláblábklá e os impostos de XYXYXYX…
    …vão sofrer uma actuaização de +0.2%…”

    são tantas e tamanhas as gravidezes psicologicas deste crescimento “pentelhal”…que até a demografia vai dar um pulo! só pode….

  2. Miguel diz:

    Não vale a pena perder tempo com as irrelevâncias do JM.

    Uma discussão a propósito do livro recente “Le Capitalisme au 21ème siècle” de Thomas Piketty, um livro que descreve a evolução da distribuição da riqueza ao longo dos últimos dois séculos nos EUA, Europa e Japão. Com uma quantidade enorme e única de dados em apoio da descrição. Ajuda a colocar em perspectiva toda a cacofonia (sem base firme, senão nos preconceitos ideológicos) que nos rodeia quando se fala de capitalismo, riqueza, justiça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: