Na Irlanda

Parece que afinal as boas notícias também são só “propaganda”.

Parafraseando um mot d’ordre  querido  aos socráticos ( de lei ou de ocasião): O Passos também é irlandês?

FNV

5 thoughts on “Na Irlanda

  1. Miguel diz:

    Isto lembrou-me aquela anedota do tipo que costumava bater com a cabeça nas paredes porque é tão bom quando a dor começa a passar. Até ver ou a cabeça rebentar, whichever comes first, em inglês como eles gostam tanto.

  2. caramelo diz:

    Miguel, a nossa felicidade é do género Olhai os Lírios do Campo, não precisamos de muito. Um bocadinho sem dor de costas, 0,2% num trimestre, etc. Os novos e velhos milionários com inveja desta simplicidade podem ter sempre uma parede ou um martelo à mão, para experimentar as delicias destes pequenos prazeres.

  3. Leitor diz:

    Filipe,

    Olhe que prudência e caldos de galinha http://www.forbes.com/sites/karlwhelan/2013/11/15/ireland-exits-bailout-with-no-backstop-a-good-news-story/ nunca fizeram mal a ninguém.

    E não vale compara limões com maçãs. A Irlanda teve uma bolha imobiliária grave e bancos que também gostavam de subprime, não tem um problema de estrutura económica como o português… Mas olhe o comportamento do desempregozinho beneficiado pela emigração acontece lá http://www.irishexaminer.com/ireland/1000-irish-people-emigrate-a-week-241476.html e cá http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/taxa_de_desemprego_surpreende_economistas_e_desce_para_156.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: