Tempos estranhos.

Em que a esquerda tem de explicar conceitos fundamentais, como o de patriotismo, ao pagode:

A ver se nos entendemos duma vez por todas: os manga de alpaca que escrevem relatórios sobre a situação portuguesa, que são assalariados duma instituição de que Portugal também faz parte, não têm de fazer considerações sobre as decisões dum tribunal nacional. Nem boas, nem más, nem sobre o passado, nem sobre o futuro. Esperam, num respeitoso, diplomático e sepulcral silêncio, que se exige a qualquer organismo internacional que tenha de lidar com um Estado soberano, pelas decisões dos órgãos de soberania desse país. Depois, com base nela, tratam das devidas negociações com o governo português. Sem qualquer comentário de cariz político ou institucional, para os quais não estão nem habilitados pelo currículo, nem legitimados pelo voto.

Daqui.

Luis M. Jorge

5 thoughts on “Tempos estranhos.

  1. Miguel D diz:

    Já dizia o bom Dr. Johnson…

  2. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Luís, a nossa “Direita” (a-do-poder) julga-se cosmopolita: vai daí, “arma-se ao pingarelho” internacionalista com muita facilidade; já a “Esquerda” defende os valores perenes da Liberdade, da Igualdade, da Fraternidade, da Equidade e, já agora, da busca da Felicidade (que isso da Prosperidade é só para os que vivem mais próximos das auroras boreais)…

  3. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Luís, quase esquecia: a malta da “Direita” cosmopolita e pós-moderna que nos (des)governa acha (acha mesmo) que «quem não tem dinheiro, não tem vícios», pelo que acha bem (acha mesmo muito bem) que se “dê na tola” ao povo ignaro, espremendo-o de direitos e carregando-o com sujeições.
    ‘Tadinhos, ainda não perceberam para que servem as escadinhas de São Bento (mas ontem já começaram a perceber)…

  4. henedina diz:

    Claro que sim. Se estas instituições ainda achassem que temos soberania. Ou se o governo português o pensasse também.

  5. henedina diz:

    Quando ao título “Tempo de vergonha” é melhor que tempos estranhos, porque estranhos, mais cedo ou mais tarde, vamos entranhar, deixam de ser estranhos. Se tempo de vergonha nunca mais vai desaparecer. 2013 será sempre para mim o ano da vergonha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: