Verdes são os campos (III)

A azia que o acordo para a redução do IRC provocou nos patriotas  foi  tanta que até me senti estrangeiro.

FNV

Anúncios
Com as etiquetas

16 thoughts on “Verdes são os campos (III)

  1. João. diz:

    post governista.

  2. caramelo diz:

    Saiba o senhor Gulliver que neste país é um desígnio patriota pôr este governo a andar. Fique por cá mais uns tempos e perceberá porquê.

  3. Leitor diz:

    Eu como contribuinte dou pulos de alegria com o magnífico acordo, entre PPC e o Tó Zero, para os do costume.

    Ora vejamos:

    O accionista, por exemplo o chinês, ganha http://www.jornaldenegocios.pt/economia/impostos/irc/detalhe/poupanca_dos_accionistas_do_psi_20_com_isencao_nos_dividendos_e_valiosa.html.

    O pagante de IRS também ganha http://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/visto_por_dentro/elisabete_miranda/detalhe/as_inconsistencias_problematicas_da_reforma_do_irc.html mais impostos.

    Finalmente, trata-se de uma questão de justiça, os grandes grupos não aguentam pagar tanto, tão pouco, http://www.ionline.pt/artigos/dinheiro/governo-esconde-beneficios-fiscais-1045-milhoes-grandes-grupos-economicos/pag/-1.

    • fnvv diz:

      o último parágrafo da elizabete miranda é um monumento à honestidade: bastava esse para se perceber o artigalho. Ou seja, se não se cortar as pensões, cria-se riqueza e atrai-se investimento.
      estava tudo tão bem na Aula Magna e vem o PS acordar com estes gajos. Não se faz.

      • João. diz:

        Se não se cortar as pensões há mais dinheiro a circular logo…é terrível para a economia, é o caos, a catástrofe, o fim do mundo.

      • Leitor diz:

        Chame-lhe artigalho, se preferir, mas quando sairem as novas tabelas de retenção do IRS, em 2014, veremos se mantém a boa disposição…

        Desculpe a Elizabete, ela anda com más companhias:

        http://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/editorial/helena_garrido/detalhe/quem_vai_pagar_a_reducao_do_irc.html

        http://www.jornaldenegocios.pt/economia/impostos/detalhe/silva_lopes_sou_ferozmente_contra_esta_descida_do_irc.html

        http://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/detalhe/uma_reforma_demasiado_ambiciosa.html

        http://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/detalhe/a_mal_sustentada_leveza_da_taxa_e_a_historia_de_duas_cunhas.html (na caixa de comentários há uma troca de farpas interessante entre ALX e o autor da coluna de opinião)

        Isto é um jogo de soma nula, o que for reduzido em sede de IRC será “redistribuido” pelos restantes impostos, para manter a mesma Receita, troika oblige. Não é ciência de foguetões, mas mera aritmética…

        O investimento, fruto da reforma do IRC acordada, vai subir em barda, gerando mais emprego, sobretudo nos “sectores dos bens transaccionáveis” logo reduzindo o desemprego, levando à subida dos salários, por consequência o consumo também subirá e o crescimento económico, agora virtuoso, porque assente nos “transaccionáveis”, brilhará sobre Portugal, que suplantará as previsões do EUROSTAT e numa Europa anémica http://epp.eurostat.ec.europa.eu/tgm/table.do?tab=table&init=1&plugin=1&language=en&pcode=tec00115 será pujante e carburante.

        Por isso relatize, relativize http://www.youtube.com/watch?v=_Adp77ivpT8

      • fnvv diz:

        A Helena Garrrido, essa objectiva e imparcial analista económica.O Silva Lopes, que quando apoia o corte das pensões é um tolo governista.
        Só mesmo com boa disposição…
        Ou seja, não sei de economia, aceito que a medida seja discutível ( parece-me boa), mas sei que o que custou a engolir foi o PS ter acordado com os corridos à paulada.
        O resto, país incluído, são flores.

      • Leitor diz:

        Concentre-se nas personagens e não no conteúdo, que assim vai bem 😉

        Só para que conste, não tenho partido, tenho somente um enviesamento de esquerda que contraí no Secundário, em Coimbra, a culpa, em parte, foi da minha professora de IDES (Introdução ao Desenvolvimento Económico e Social) do 12º ano na Avelar Brotero.
        Já na Universidade, em Lisboa, a coisa não desapareceu…

      • fnvv diz:

        “Concentre-se nas personagens e não no conteúdo, que assim vai bem”
        O que interessam as pessoas, não é verdade? O que interessa se Manuela Ferreira Leite era uma ignorante, provinciana, mal vestida e lacaia do capital em 2010 e agora é um exemplo de civismo, inteligência e ciência económica, mesmo que não diga nada de diferente do que dizia há três anos?

      • caramelo diz:

        Filipe, é bom a descida do IRC, sem duvida, no mesmo sentido em que é bom que untem o coiso com vaselina antes de o introduzirem. Somos bons a descobrir coisas boas de quase nada, e já assim foi com o gaspacho alentejano. Embora, como sabes, nos tenhamos habituado ao sushi e essa velha tradição se vá perdendo. Topa o Henrique Monteiro: “Podemos, como em casa, ser frugais sem passar fome, não desperdiçar dinheiro e aplicar o que tivermos criteriosamente.” Ámen. Temos também esta originalidade de ouvirmos sermões da Semana Santa todo o ano.

        Mas dizes que não percebes de economia? Sabes o suficiente, não te substimes, isto está ao nível da economia doméstica. Os pequenos e médios empresários, aqueles que vivem de relações de vizinhança, os que estão fora do circuito do empreendedorismo, dependem do que os seus clientes gastam. O seu negócio não é pagar menos impostos, é vender. O que poupam, ou poupariam, no IRC, de qualquer maneira, é destinado a ser comido, entre outras coisas, pela previsivel subida dos custos da energia para manter as máquinas e arcas frigorificas a funcionar. Vou pôr agora outra vez o Henrique Monteiro a falar, no mais puro estilo chapeleiro maluco: “Podemos consumir menos bens e exportar bens com mais valor acrescentado. Sobretudo podemos não gastar o dinheiro em bens não transacionáveis (tipo estádios, autoestradas, etc.) e sim em bens que se possam vender com mais valor.” Traduzindo: comemos sushi de achigã pescado à linha e produzimos microchips.

      • fnvv diz:

        nota que no VI dou-te os direitos de autor.

      • Leitor diz:

        Mau, mau está a fazer-me recuar aos meus tempos da Avelar Brotero, em que, os meus colegas me costumavam brindar com qualificativos desses, por isso resolvi exilar-me me Lisboa 😉

        Agora mais a sério, onde é que eu disse que a Manuela Ferreira Leite é tonta, cheira a naftalina e sucedâneos? Olhe que eu não escrevi aqui http://simplex.blogs.sapo.pt/330107.html

      • fnvv diz:

        não disse que foi vexa, referia-me a magna questão da pessoalização..

      • caramelo diz:

        Ah foi? Pra já, pra já, nunca diria “maçada”, que é coisa de tio. Só se me ofereceres e ali ao camarada representante do proletariado da Brotero uns habanos e uma garrafa de glenflindlishh pure malt. Mas isso dos chineses é perguntar agora ao Pedro Lomba o que é que ele acha. Eu sempre achei a mesma coisa. O Sócrates não andava feito com um coronel tapioca ali das caraíbas? Estes agora têm do outro lado quase um bilião de primos a dar à manivela para produzir eletricidade.

      • Leitor diz:

        Camarada Caramelo, apoiada a moção, habanos vinde a nós, que o meu stock de Cohibas está em baixo.
        Desde que sai da Brotero e da Universidade fiquei assim para o pequeno burguês…

  4. João. diz:

    Eu tenho uma microempresa, embora não em Portugal, de modo que se o governo baixar os impostos eu agradeço. No entanto se enquanto o governo baixa os impostos para a minha empresa ele aumenta os impostos sobre a população é verdade que a baixa dos meus impostos relativos aos rendimentos da minha empresa está a ser subsidiada pelo povo.

    Isto não me impede de apreciar a diminuição dos meus impostos mas também não precisa impedir-me de olhar a coisa mais de frente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: