Italianos (I)

O meu manual de liricos italianos foi publicado em 1893, por isso D’Annunzio é ainda descrito como um jovem poeta. O autor não sabia a vida fabulosa ( chegou a proclamar-se duce em Carnaro),  que o poeta, nascido no iate Irene, em 1864, iria viver.

Dois  dodecassílabos  e dois  eneassílabos,  duas foices ; a primeira, a que ceifa os dois versos iniciais, é soberba. Tudo o que um lírico precisa para  ser  bom  é fazer poesia:

O falce di luna calante
che brilli su l’acque deserte,
o falce d’argento, qual mèsse di sogni
ondeggia al tuo mite chiarore qua giù!

FNV

Anúncios

2 thoughts on “Italianos (I)

  1. vortex diz:

    há uma face de Gabriel que me desgosta muito profundamente
    como Benito de 3ª classe

Deixe uma Resposta para fnvv Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: