Verdes são os campos (XVII)

Foi-se a Amália e  foi-se o Eusébio, mas Fátima continua de óptima  saúde.

FNV

Com as etiquetas

31 thoughts on “Verdes são os campos (XVII)

  1. Rui Jardim diz:

    Vim aqui ver o que é que escreve um benfiquista valente num dia como este e encontro esta piadola. Bolas, Filipe, o nosso Eusébio merecia melhor!

  2. xico diz:

    Fatima morrerá quando morrer Portugal (é capaz de não faltar muito). Entretanto temos a dieta mediterrânica que evitará que nos tornemos obesos.
    Eusébio é de facto um grande exemplo para todos, e a sua morte merece a nossa mais sentida homenagem.

  3. o Benfica é que não sei quê diz:

    vermelhos eram os campos.

  4. veronica santos diz:

    Amén

  5. henedina diz:

    Hoje ouvi uma mulher em Braga dizer que morreu a Amália e o Eusébio, tínhamos ficado sem símbolos nacionais. Abri a boca para dizer ainda temos CS mas achei que o Eusébio não merecia este comentário. Gostaria de ter respondido ainda temos Fátima. Não costumo compreende-lo, ou gosto pelo menos de achar não, hoje pelo contrario…

  6. veronica santos diz:

    Só falta a estátua… outra estátua…

    • fnvv diz:

      três dias de luto nacional, a TSF todo o dia a encher chouriços, enfim…

    • xico diz:

      A mania de dizer-mos que somos piores do que os outros. O aeroporto de Belfast tem o nome de George Best e eu ainda me lembro do seu funeral que encheu horas de televisão.
      Eusébio merece todo o tempo da televisão. E eu não ligo nenhuma ao futebol.
      Antes o Eusébio como herói nacional do que uma criminosa de guerra como a padeira de aljubarrota.

      • fnvv diz:

        metendo a colher: a veronika não falou em outros. isso é que é mania, de comparação.

      • veronica santos diz:

        Viva xico, como está, eu por acaso ate concordo muito consigo…ate acho e que pecamos por defeito. Consigo recordar-me de varias personalidades a quem daria um funeral com honras de estado. Mas há de facto muitos que não levam nem uma medalha. Sobretudo, aqueles a quem foi pedido que lutassem no ultramar, por exemplo. Apenas acho é que é capaz de ser um pouco exagerado e também não acho muita graça a este culto da personalidade. Sem duvida que foi uma pessoa com muito mérito, que soube representar muito bem o pais e com muito talento. Deve portanto ser homenageado, sem duvida. Homenageado, sim idolatrado, não. Quanto a mim é um erro. Mas é só uma opinião. O resto do pais está consigo.

      • henedina diz:

        Acho bem que haja homenagem ao Eusébio xico. Cada vez dou mais valor a homens pragmáticos, genuínos que fazem alguma coisa de real, em vez de talk, talk, talk. Nada é contra o Eusébio, lamento que tenha morrido.

  7. Miguel diz:

    Mas acima de tudo isso estará sempre o Leão da Estrela.

    • veronica santos diz:

      Grande António Silva. Esse é que era…vejam lá se lhe deram 3 dias de luto nacional. Esse é que era…deram-lhe uma medalhita, já não foi mal…

  8. XisPto diz:

    E afinal, a Amália ajudava o PC e o glorioso é popular e não alienava as massas. Que último segredo nos reservará Fátima? Seja como for, podemos sem falsos problemas recordar a emoção que o grande Eusébio nos fez sentir a todos.

  9. Rui Jardim diz:

    Como dizia o Ruy Belo, não deixa de ser irónico-e justo!- que quem apostou tudo num momento apenas seja recordado por séculos e séculos. Viva o nosso Eusébio, f******

  10. p D s diz:

    eu diria diferente:

    Foi-se o Mandela….Foi-se o Eusebio… …

    …err, Fatmia não diria, mas é melhor o Francisco por se a fancos…

  11. veronica santos diz:

    Mas para não ser acusada de insensibilidade social aqui vai um réquiem:

    Eu sei, meu amor,
    Que nem chegaste a partir
    Pois tudo em meu redor
    Me diz que estás sempre comigo
    Eu sei, meu amor,
    Que nem chegaste a partir
    Pois tudo em meu redor
    Me diz que estás sempre comigo

    De manhã, que medo, que me achasses feia!
    Acordei, tremendo, deitada na areia
    Mas logo os teus olhos disseram que não,
    E o sol penetrou no meu coração
    Mas logo os teus olhos disseram que não,
    E o sol penetrou no meu coração

    Vi depois, numa rocha, uma cruz,
    E o teu barco negro dançava na luz
    Vi teu braço acenando, entre as velas já soltas
    Dizem as velhas da praia que não voltas:
    São loucas! loucas…
    Eu sei, meu amor,
    …. …. ….
    No vento que lança areia nos vidros;
    Na água que canta, no fogo mortiço;
    No calor do leito, nos bancos vazios;
    Dentro do meu peito, estás sempre comigo
    No calor do leito, nos bancos vazios;
    Dentro do meu peito, estás sempre comigo
    ( solo )
    Eu sei, meu amor,
    …. …. ….
    Eusébio da Silva Ferreira
    (Lourenço Marques, 25 de janeiro de 1942 — Lisboa, 5 de janeiro de 20141 )

  12. caramelo diz:

    Foi um exagero, sim senhor. Se ontem estivesse dependente dos canais portugueses, não teria sabido o que se passou no resto do mundo. A propósito, morreu também o Nelson Ned, aquele do rrreceba a flores que eu lhe deeeei. Mas se tivesse de escolher um sinal de fracasso da educação dos últimos 40 anos, já que por força temos de ter um dê por onde der, seria mais criterioso do que a Verónica. Tanta gente a acreditar no milagre de Fátima, seria mais sintomático. Existem pelo menos registos vídeo dos golos que o Eusébio marcou. Aproveitemos agora. Está-se a acabar a era dos grandes funerais. Sá Carneiro, Cunhal, Amália, Irmã Lúcia, Eusébio. A geração que aí vem já fará as exéquias dos seus ídolos nas redes sociais.

    • veronica santos diz:

      Descrente

      • caramelo diz:

        É o que diz o meu filho, que é um bentinho. A culpa foi minha, que o comecei a levar a Santa Cruz para lhe ensinar história e para fugir do ruído do trânsito. Já lhe disse: rapaz, vai pra padre, vai, que é uma vida regalada. É do fuculporto, nisso não tem precisado de grande fé, e anda espantado com isto tudo do Eusébio, um bocadinho como eu devia ter ficado com a comoção geral com a morte do Peyroteo.

      • veronica santos diz:

        Lindo menino.

  13. veronica santos diz:

    Why should I die?
    Can you show me now that I would not be killed in vain?
    Show me just a little of your omnipresent brain
    Show me there’s a reason for your wanting me to die
    You’re far too keen on where and how and not so hot on why

    God thy will is hard
    But you hold every card
    I will drink your cup of poison
    Nail me to your cross and break me
    Bleed me beat me kill me take me now –
    Before I change my mind

    Tanto trabalho e tanto sofrimento para isto….

  14. veronica santos diz:

    Eis um exemplo do fim da historia. Rei Eusébio

    Então, afinal, somos é monárquicos envergonhados!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: