Verdes são os campos ( XVI)

Depois de uma  longa, inclemente e  árdua  vida dedicada ao país, esta fraterna idosa  teme inconseguir que a Europa consiga pagar-lhe a justa reforma.

O veneziano  também dizia que o seu buffoncello  era danado para a brincadeira, mas ele, o avô, não trocava a sua vida pela juventude.

FNV

Com as etiquetas

2 thoughts on “Verdes são os campos ( XVI)

  1. João. diz:

    “Depois de uma longa, inclemente e árdua vida dedicada ao país, esta fraterna idosa teme inconseguir que a Europa consiga pagar-lhe a justa reforma.”

    Você consuma a sua ultrapassagem de Pedro Picoito pela direita, infelizmente para a direita dos idiotas que acha que tudo na política se resolve através da redução ao interesse particular. Chegará também a dizer que os Juizes do TC decidem em função das suas reformas? Já está implícito, só falta dizê-lo out loud.

    Over and out para mim nos seus posts. Para ler isto, mais vale ir aos originais:

    http://oinsurgente.org/

    • fnvv diz:

      querias a minha atenção? ok:
      Só falta dizer o que quiseres que falte, só falta dizer o que não disse, só falta assinar o que quiseres.
      Quando os gajos como tu destravam a pistola, sempre em defesa do povo, claro, o argumento está escrito há muito.

      obrigado pela pequena recordação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: