Às portas da morte.

Deixei de fumar há uma semana. Embora contemple ocasionalmente o suicídio e tenha espancado três tipos no metropolitano (estavam a passar à frente), julgo que enfrento o desconforto com equanimidade. O que me choca é a mentira. Apesar das garantias, já contraí uma gripe e pedras no rim. Quando fumava tinha uma saúde de ferro, agora estou às portas da morte. Isto deve fazer parte de um plano para me fazer deixar o álcool.

Luis M. Jorge

43 thoughts on “Às portas da morte.

  1. João. diz:

    Há uns meses também tinha deixado de fumar há uma semana. Os primeiros dias são um pouco complicados mas depois passa. O que mais notei quando saí do estupor foi um grande apuramento do paladar.

    Qualquer sandes de qualquer coisa estava como que impregnada de finíssimos e requintados sabores.

      • Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

        Caro Luís, aproveite e troque o álcool por um bom Porto vintage…

      • João. diz:

        Em 15 dias estabiliza. O que é engraçado são as faltas das pausas para um cigarro. Ao princípio pensei que nunca mais ia conseguir ler, estudar…que é das coisas que eu mais gosto.

        O que é estudar sem pausas para um cigarro? Como é que se consegue pensar?

        Para mim chegou a parecer que deixar de fumar ia implicar uma quase transfiguração da minha personalidade…depois percebi que isso são os efeitos da falta de nicotina.

  2. Leitor diz:

    Luís,

    Persevere que, a prazo, as melhorias fazem-se notar.

    • Leitor diz:

      Para lhe puxar pelo ânimo, já saiu, no terminal Bloomberg, os mercados estão aí

      “BFW 01/08 15:18 *PORTUGAL NAMES LEADS FOR EURO 06/2019 BOND TAP”

      Vai ser com ir para a terra do leite e mel😉

    • Quais melhorias? Eu estava tão bem.

      • Leitor diz:

        Olhe que não. Eu, agora ignore a pedantice e a minha falta de vergonha em austeridade, depois de fumar um puro tenho uma impressão na garganta no dia seguinte. Já com cigarrilhas Al Capone sweets é um leve incomodo.

        Desculpe estar a lembrar-lhe o que quer evitar, mas, lembre-se, com a saúde não se brinca.

  3. henrique pereira dos santos diz:

    Como dizia um dos meus irmãos, deixar de fumar é facílimo. Ele, por exemplo, deixava de fumar aí umas vinte vezes todos os dias.

  4. veronica santos diz:

    Good luck

  5. Bone diz:

    Sempre é mais apresentável um cadáver com os pulmões limpos.

  6. XisPto diz:

    Força. Como sempre o João é parcial, não são só nas sandes que se nota…

  7. António diz:

    Aguente-se à bronca. Vai ver que mais tarde ou mais cedo, salvo a mais que provável recaída, vai sentir que valeu a pena deixar de fumar.
    As melhoras

  8. Os pensos autocolantes com nicotina ajudaram-me muito, usei-os uns 3 ou 4 meses. E comecei a fazer um break de meia-hora a meio da tarde para um pequeno passeio a pé à beira-rio que tenho mantido quando não chove. A última coisa que me lembrava que ia fumar era a aterragem do avião, depois lembrava-me que agora já não fumava…

  9. Ana Cristina Leonardo diz:

    Mais um traidor!🙂

  10. Ano novo, vida nova, Luís M. Jorge??
    A maioria dos que conheço que tomaram a mesma decisão acabaram por engordar e finarem-se com um enfarte.
    Eu, que já vou nos 60 de vida e +/-40 de fumo, acho que o “bicho” ao sentir a falta de “alimentação” vinga-se.
    Cumprimentos e força apesar de tudo

  11. fernando antolin diz:

    Ora, que vidrinho… ( eu deixei há dez anos, achei que para fintar a parca, já tinha bastado o carcinoma da supra-renal esquerda, que levou também o rim anexo…)🙂

  12. Se daqui a um ano não tiveres sido despedido por espancar o chefe, incompatibilizado com as pessoas que mais gostas, não tiveres uma ulcera no estômago, estarás como novo. O mesmo se aconselha ao guarda-roupa: novo.
    Coragem.

  13. henedina diz:

    Mascar chiclete, andar muito, correr? agora será dificil porque o cigarro ainda lhe diminui o desempenho (e se quiser, se tremer, irrequieto, insónia faça substitutos, selo, comprimidos – há consulta de cessação tabágica) mas continue sem fumar.
    Fumar não é nada sensual. Mau hálito, tosse, expectoração, envelhece a pele 10 anos (já tinha aspecto de 55 e volta aos 45, hein?); manchas nos dentes…
    Se eu conheço um homem e ele fuma, ups, já conheço nada a fazer. Se vejo um homem que me agrada, ele puxa do cigarro está cortado na minha lista, antes…que goste dele.
    Pela primeira vez, desde que escrevo em blogues seus: pode responder muito torto e eu não me vou importar. Só vantagens😉. Força Luís!

  14. henedina diz:

    E beba água, substitui e assim não tem pedras nos rins, ou novas pedras pelo menos.

  15. VF diz:

    Ja tinha deixado os cigarros e fumava só Clubmaster e não me custou muito deixar também as cigarrilhas faz em Maio 2 anos. Passado um ano ou coisa assim deixei de beber também. Uma coisa não tem piada sem a outra. Agora vivo uma vida anorrecida e dá-mes ganas de fumar uma cigarrilha de vez em quando, mas eu deixei por causa dos dentes. Passei horrores no dentista para limpar o fumo e foi isso que me fez largar o vício mais maravilhoso do mundo. Enfim, depois desta trabalheira toda acho que vou continuar clean…

  16. Nuno Vasto diz:

    O segredo é afogar-se em líquidos: água, sumos, chá ou mesmo café. Ah claro, e não tocar em cigarrilhas, charutos, charros, etc.

  17. caramelo diz:

    Deixem passar, que também quero dizer qualquer coisa ao moribundo. Um dia deixei de fumar e nesse mesmo dia deixei de beber café e alcoóis destilados e de frequentar sítios onde essas coisas são fornecidas, bares, discotecas, etc. Ora, portanto, pegando no que diz a henedina, tornei-me mais sensual, mas nem sei bem para quê. Estou mesmo convencido de que um tipo que bebe whisky sem fumar cigarros, é porque já não pode passar sem beber, isto é, é mesmo alcoólico, porque não estou a ver que prazer tem tal coisa sem se ter numa das mãos um tubo a deitar fumo. Adiante. Estou nesta vida durante três anos e recomeço, com a outra abstémia, a minha mulher, num barznho em Cascais. Depois de um concerto ali ao pé da praia, onde vamos agora, renhónhó, vamos ali ao bar da esquina, pimbas, kazam. Tinhamos esquecido que ouvir música fora de casa também é arriscado. Roidinhos pela culpa, jurámos nessa altura que daí em diante apenas fumariamos um cigarro por dia, à noite, na varanda, e fomos atualizando as nossas promessas, subindo cigarro a cigarro, até nos cansarmos de estar de pé e instalarmos os sofás na varanda. E uma garrafeirazita. O meu rapaz já diz que mais dia menos dia deus nosso senhor me manda um raio por ser ateu e que mais cigarro menos cigarro não faz grande diferença. Ditado moral: num rim ocioso e triste, crescem pedras grandes.

    • Essa é que é essa. Eu prometi que só voltaria a pegar num cigarro quando voltasse à praça do Marais em que os deixei, e só durante o período em que por lá estivesse. Já estou a ver as reservas.

      • caramelo diz:

        O Marais é um bairro bonito, cheio de antiquários e tal. Não me lembro se é nesse bairro que fica um restaurante chamado “Aux Assassins” (fui ver. é no Marais a rue Jacob?). Foi lá, entre baforadas de fumo de gauloises e penaltis de pastis, que fui recrutado para a Resistence, num sábado à tarde de julho quando ia para a escola.

      • Eu também. E ainda tenho comigo The Fallen Madonna With the Big Boobies, do Van Klomp, para testemunhar ao Correio da Manhã.

      • Leitor diz:

        Não esquecer o Van Gogh with the big daisies, que também é arte😉

  18. B.P. diz:

    Mais um testemunho:
    a/ É muito difícil, mas compensa largamente
    b/ Os pensos ajudam, assim como orientação de terceiro, alguém que tenha vivido a experiência
    c/ Ao fim de 1, 2 semanas, desaparece o cinto de aço que tinha no peito
    d/ O paladar, o hálito, o sabor na boca, já é sabido
    e/ O sono, acaba-se a insónia e a qualidade do sono melhora
    f/ O sexo? A doutrina divide-se, mas eu acho que melhora, não directamente, mas em função do já visto
    g/ Precisa grande motivação, no meu caso só me valeu ter feito a promessa à mãe (por mim, teria voltado a fumar).
    h/ Em caso de desespero (também me aconteceu, um dia fumei 2 ou 3 cigarros), ver que… nada está perdido, basta recomeçar, não fumar mais.
    Boa sorte.

  19. Bone diz:

    E não se esqueça depois de mudar o nome ao blogue.

  20. henedina diz:

    Oh! Luís como vai isso? Tão vitorioso como o bola de ouro?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: