Verdes são os campos ( XXII)

Julguei  que tinham fechado as lojas de copelandadia cyanescens. Afinal  não.

A direitola satisfecha está  a ficar com os tiques dos josésocráticos ( almoçam todos  no Guincho, deve ser da água) : imaginam o povo completamente burro.

FNV

Com as etiquetas

One thought on “Verdes são os campos ( XXII)

  1. Fernando Cardoso Virgílio Ferreira diz:

    Caro Filipe, foi Paulo-O-Portas que, em campanha autárquica lisbonense lá pelos idos de 2001, cartazmente declarou impávido e impante (qual D. Pedro I do Brasil): «Eu fico».
    Foi apenas mais uma de uma longa série de “opções irrevogáveis” a que nos tem habituado; se for candidato presidencial, ao menos teremos o grato prazer de ajudá-lo a seguir o itinerário do Magno Luís Filipe Menezes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: