Já têm para mais uma semana

Enquanto Louçã não comunica o resultado da estratégia para a  reestruturação  da dívida ( ainda ontem Valadares Tavares explicava a espiral da  dívida galopante na SIC-N e como o governo ignora o peso das despesas do Estado em favor dos salários do funcionários públicos) e uma  alternativa à de Louçã não aparece, Lisboa sempre se pode entreter com novidades na  excruciante questão Miró.

Para a semana aparece outra. Talvez Sócrates se recorde de um gelado de morango que comeu em Maio de 1973 e os  Poirots  da patanisca descubram que afinal era de baunilha, talvez os lisboetas se voltem a interessar por um menos pomposo património nacional.

FNV

%d bloggers like this: